Foto: "Porto: Fotografias e texto de Werner Radasewsky e Gunter Scheneider", ed. Nicolai


Em Portugal o futebol é o desporto rei e é omnipresente. Para uma população de 10 milhões de habitantes existem três diários desportivos que, essencialmente, só tratam de futebol. Se acrescentarmos que as publicações diárias e semanais dedicam várias páginas ao futebol e sem esquecer as edições em linha, podemos pensar que o gosto dos Portugueses pelo futebol é um fenómeno invulgar. E é tanto mais questionante que Portugal, em futebol, a nível nacional, nunca ganhou nada. 

 

Portugal tem, no entanto, hoje em dia, pela primeira vez na sua historia, um futebolista que já é lendário. Pelé, Eusébio, Platini... foram excelentes jogadores, mas não são, propriamente dito, lendários. Best ou Cantona, por exemplo, sim. 

Cristiano Ronaldo desespera os Portugueses. Estes últimos que tanto gostam de lendas, quando tem uma viva e ao seu alcance fogem dela. Cristiano Ronaldo é um "contentamento descontente", para os Portugueses.

 

Num país em que a imagem do Homem está ainda ligada, essencialmente, à ruralidade (não é uma ofensa), Cristiano Ronaldo incomoda. Este não é só um jogador fora de série, é também um "metro sexual". E talvez seja a sua urbanidade, a sua "metro sexualidade" que não lhe é perdoada. 

O conceito, o termo "metro sexual" é criado por Mark Simpson. Este jornalista Inglês debruça-se, a partir dos anos 2000, sobre a evolução da "masculinidade". O homem "metro sexual" deseja ser desejado e, isto, é uma forma de libertação. Beckham, por exemplo, incarna este movimento. São os homens que vão expor o seu corpo: Tatuagens, piercings, depilação, gel... passam a serem símbolos da identidade pessoal. O narcisismo já não é o apanágio das mulheres.

 

 

Os homens já não tem vergonha de dizer que gostam de ver a imagem de outros homens. O corpo tornou-se um dos últimos acessórios da sedução masculina. O corpo do Homem tornou-se um objecto por vontade própria do Homem. Tudo no corpo é desenhado, estilizado, modelado até ao penteado, até ao ultimo detalhe. Isto, para poder agradar e competir com os outros homens. Mas também para poder conquistar e partilhar o poder das mulheres. Numa sociedade em que a imagem alcançou um estatuto maior, o desejo de ser desejado passa pela obrigação de ser visto no mundo da imagem tecnológica (televisão, webcam, etc..). E São as mulheres que compõem a maioria dos telespectadores.


Cada vez mais, as mulheres afirmam gostarem de ver cenas de amor entre os homens. Como cada vez mais abrem "boîtes" com striptease masculino. Penso que é neste contexto que se insere a imagem de Cristiano Ronaldo. Ela pertence à adolescência da primeira geração "metro sexual". A imagem do futebolista levanta sentimentos de frustração e de medo na sociedade Portuguesa? O que é certo é que tal imagem baralha os dados. Como se fosse necessário seduzir os homens, para seduzir as mulheres.

 

Há quarenta anos, David Bowie pré-figurava esta evolução. Beckham deu-lhe uma forma simples e Ronaldo uma forma complexa ou artística.

 

Sobre a ilustração de C.R.: ver aqui

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

 

 

A nova geração apropriou-se da moda dos anos sessenta e dos códigos do Rockabilly.

As ideias de liberdade e de revolta dos anos sessenta começam a desenhar-se na moda e no vestuário dos jovens de 17 anos.

Mas a sociedade de consumo também se apropriou dessas mesmas ideias.

Para os jovens Parisienses, o Rockabilly é hoje uma espécie de "Postal-Paraíso" com os seus vinil vintage.

 

Foto : Next, 6 de Nov de 2010, p. 47

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

 

 

O Mito Brigitte Bardot está a renascer.

Nestes tempos de " turboliberalismo" marcados pela regressão da condição humana e, logo, da condição da mulher, os criadores de moda re-descobriram Bardot.

Bardot foi símbolo da liberdade feminina e da sedução sem entraves num passado recente.

Hoje os vestidos, sapatos, bolsas, chapéus, perfumes ... tentam recuperar essa imagem de liberdade assumida e alegre que Bardot simbolizava na tela. 

Como se o passado pudesse afugentar a crise e a opressão das mulheres...

 

Imagem : " Le Monde Magazine ", 17 de jul de 2010, p. 59.

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

 

 

Alguns cientistas, por razões que me escapam, tentam culpabilizar quem divorciou ou quem é celibatário.

Porquê ?

Será que ainda pensam como os epidemiologistas do século 19 que afirmavam, sem rir, que o casamento faz baixar a tensão arterial ?

 

Foto : Vestido de Noiva em papel, criado por Mireille Etienne Brunel e apresentado em Paris, em 2001, Libération, 12-VII-10, p. 25

Nuno

 

 

por PortoMaravilha | link do post

 

 

 

Porque é que os Portugueses nunca irão à Lua ? A resposta é simples : Porque na Lua não existe Limpeza para fazer !

Esta anedota é contada por Franceses que têm origens Portuguesas. ( 2ª ou 3ª geração, filhos de casais mistos, etc. )

Já não têm qualquer complexo quanto à sua memória e história pessoal ou familiar. Sabem rir.

O vídeo aqui presente parece confirmar a afirmação, sem vergonha, da vivência do seu passado e, por vezes, do seu presente.

 

A marca vip ( very important portuguese ) é uma marca de roupa. Foi criada em 2005 por dois jovens.

A realçar que a primeira t-shirt tinha como símbolo um cravo vermelho.

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

 

 

Na terça-feira 22 de Junho, Karl Lagerfeld desenhou a actualidade do dia no diário Libération.

Na página 15, dedicada ao mundial 2010, Karl Lagerfeld ilustrou os resultados da véspera com um desenho sobre Cristiano Ronaldo.

 

Cristiano Ronaldo é muito mais que o simples e bacoco futebol.

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

 

 

Kate Moss, top modelo, fotografiada por Sam Taylor-Wood lembrou-me este título como reflexão linguística !

Plural lá e singular aqui !

Este post pode ser lido como a continuação de As línguas têm um sexo.

 

Foto : Next, Junho 2010

Nuno

Kate Moss, top model,  photographiée par Sam Taylor-Wood a inspiré le titre du post. Simple abordage linguistique.

Singulier ici pluriel lá-bas.

Ce post peut être lu comme la continuation de As línguas têm um sexo.

Source : Next , juin 2010

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

 

 

Apresentar homens manequins numa montra já não choca .

De 16 a 20 de Março passado , uma marca de champô transformou o rés do chão dum cabeleireiro Parisiense em montra viva.

Quatro top modelos homens viveram debaixo dos olhares dos transeuntes, como se nada fosse , a sua vida : Lendo , conversando , etc..

Actualmente , o salário médio dum manequim homem do top é de 320 000 euros anuais .

Não existe nenhum homem no top 10 dos melhores salários de manequins

 

Fonte : Texto e Foto : " Le Parisien / Économie " , 12 de Abril de 2010

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

 

 

Esta antiga manequim continua a sua batalha contra uma prática social que existe e persiste nos quatro cantos do mundo : A excisão .

Conheceu e sofreu a excisão . Os seus órgãos genitais foram cosidos algures no deserto da Somália , quando tinha três anos sem qualquer anestesia.

Fugiu a sua família e o seu país .

Com o tempo ,  tornou-se um dos maiores manequins  ligada à história da moda.

A autobiografia de Waris Dirie foi adaptada ao cinema . O filme está nas telas desde Março deste ano. (ver trailer)

 

Em 2002 , criou a "Waris Dirie Foudation " que luta contra a excisão.

 

Watch live streaming video from COSMéTICAStv at livestream.com

 

 

Nuno

Cet ancien mannequin se bat contre l'excision .

C'est une pratique qu'elle a subie et qui perdure aux quatre coins du monde.

L'autobiographie de Waris Dirie a été adaptée au cinéma . Le film , " Fleur du désert ", est sorti le 10 mars ( 2010 ) .

En 2002, elle  a crée la " Waris Dirie Foundation " qui lutte contre l' excision.

Source/photo : " Libération " , 9 mars 2010

Nuno

por PortoMaravilha | link do post
música: " Libération", 9 março 2010 .
 
 

 

 

Em 2000 , Alizée , com quinze anos de idade conquistava os " hit-parades ".  

Hoje , passados dez anos ,  já casada e mãe , Alizée regressa à cena com um quarto álbum criado e dirigido pela nata do " underground Parisiense " : Une enfant du siècle .

A  publicação do referido álbum está prevista para o fim deste mês de Março.

 

Fonte/Foto :  Revista " Next  " , Março 2010 , p. 51

 

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

 

 

A  exposição em homenagem à obra de Yves Saint Laurent  ( Petit Palais , Paris , de 11 de Março até 29 de Agosto ) é a mais importante de sempre consagrada à sua obra .

Nela figuram os modelos fora de série dos " smoking " para mulher.

 

Acrescenta-se a esta exposição , o livro de Pierre Bergé  , " lettres à Yves " , acabado de ser publicado pelas edições Gallimard e já esgotado.

Nuno 

Fonte : Foto da coleção Outono-Inverno  de 1966  ( Journal du Dimanche , 7 Mar 2010 )

por PortoMaravilha | link do post

foto perfil.jpg

pauloc.jeronimo@gmail.com

pesquisar
 
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D

2016:

 J F M A M J J A S O N D

2015:

 J F M A M J J A S O N D

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

Controle de invasão ET
comentários recentes
Hand ball is actually a nice game to watch. I firs...
Children are not good with lies. They doesnt know ...
Woww!!! I am glad you have shared this old picture...
Alors, dit-il,Au Revoir ! , dit-elle. Alexandre O'...
Jovem, apesoado, dotado, submisso, procura homem d...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
.