Ja acabaste de apreciar a nossa bela imagem?
Então fecha os olhos (se és capaz :-) e escuta...

 

créditos: João Santareno
por MrCosmos | link do post

 

 

 

 

Nunca fui testemunha de Jeová.

Não farei qualquer comentário quanto à crença de cada um ou cada uma. Penso que a crença releva da esfera privada.

E respeito isso.

Em contrapartida, fiquei meio atónito quando descobri este panfleto na minha caixa de correio.

As Grandes Descobertas Portuguesas nunca existiram? A Conquista do Oceano Atlântico nunca existiu?

 

A Carta de Pêro Vaz de Caminha que faz parte dos textos da memória da humanidade, segundo a Unesco, será que nunca existiu?

Ou será que a cultura Índia destrói mitos  (Link) ?

De Roma chega-se, por magia, aos Estados Unidos?

 

Foto: Panfleto das Testemunhas de Jeová Francesas de 2011.

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

Um Americano, algo criador, decidiu brincar virtualmente.

Decidiu fingir que era uma homosexual que vivia em Damasco.

Páginas de apoio são criadas... O planeta parece se mobilizar...

 

Só que...

O blog, A gay girl in Damascus, para se ilustrar roubou a foto duma Croata no Facebook.

 

 

Os mídia que cairam na brincadeira não apreciaram...

Foto: Télérama, nº 3206, p.178 /  Fonte: mídias fr

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

 

 

Quem pode ainda acreditar que Facebook é um espaço de Liberdade, de Igualdade e de Fraternidade?

Esta foto foi tirada aquando da realização do e-g8, em Maio, em Paris. O Tio Patinhas, criador da Facebook, oferece uma camisola, com o logo da sua empresa, ao presidente Francês.

 

Foto :Télérama, nº3203, Junho de 2011.

Este post deve ser lido como a continuação de : "Facebook : A Censura não rima com Arte..."

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

(Cliquer pour agrandir)

 

 

Perante a leitura actual da imprensa internacional e não só, pareceu-me interessante citar os propósitos de Eugénio Kaspersky.

Passo a traduzir a sua entrevista ao diário "Libération" de 4 de Março de 2010, página 27.

Eis, então a entrevista e a sua introdução :

 

O homem é jovial e não maneja a língua do politicamente correcto, não hesitando em apontar "os idealistas da net" como lhes chama. O Russo Eugénio Kaspersky tem 44 anos e é perito em segurança informática, sendo fundador do anti-vírus do mesmo nome. Não pára de pôr em guarda contra os perigos duma internet "insuficientemente controlada" que, ele próprio, convida a "despoluir". Este diplomado em criptografia estudou nos viveiros do KGB e instalou, inicialmente, os locais da sua "start-up moscovita" no mesmo prédio que um laboratório de pesquisa científica sobre os sistemas de vigilância de acompanhamento dos mísseis. Cabeça duma sociedade de 1200 pessoas que revindicta a sua presença no top 100 dos editores de softwares, fornecedor de anti-vírus do "Ministère de l'intèrieur Français", Eugénio Kaspersky explica ao "Libération" porque batalha para uma melhor segurança das redes. Propósitos livres, "100 % assumidos", insiste.


 

Como descreveria a evolução da cibercriminilidade ?

 

As ameaças não param de crescer. Primeiro, tivemos direito às proezas individuais dos "crakers". Em seguida, constatamos a emergência de grupos bem especializados, em geral por país e por tipo de actividades. Hoje, por fim, temos que fazer frente a um mercado globalizado que funciona, um pouco, como uma gigantesca bolsa de trocas com clientes desejosos de lançar ciber-ataques e, outros, fornecendo os intrumentos para os levar a cabo e, ainda, outros que se encarregam unicamente da sua execução. Um mundo extremamente fechado e estilhaçado entre aqueles que se chamam "White hat" ( gentis "hackers" ) e "Black Hat" ( cibercriminais ). Francamente, conhecemos mal essas pessoas. Nunca são presas.

 

 

Mas o que faz a polícia ?

 

Fora da União Europeia, onde existe uma real colaboração, é muito difícil lutar à escala internacional. Não há nenhum contacto ou quase entre Europeus e Russos : Nada com os Chineses, Latino-Americanos. Ora os cibercriminais brincam com as fronteiras. Resultado, é extremamente raro que possamos ir até à fonte dos comanditários das redes.

 

 

Para si, a Net ficou incontrolável ?

 

Pior ! O que é certo é que a protecção dos indivíduos, dos estados e das empresas é muito insuficiente. A maior parte das pessoas não são conscientes de todos os perigos da rede : Fazem-se, naturalmente, confiança nas redes sociais. Mas aconselho-os a não acreditarem en ninguém que não conheçam em carne e em osso, de desconfiar de cada sms, etc.

 

 

Mas é completamente "parano" !

 

Aí sim ! Trabalho desde há anos na segurança informática e aprendi que aí a realidade ultrapassava os meus piores cenários paranóicos. Infiltrando 1 % dos computadores do planeta via redes " fantasmas", pode-se bloquear todo o sistema, as redes de comunicação eléctricas, os mercados financeiros, os sistemas de defesa, etc. Uma recente simulação de ciber-ataque surpresa contra os Estados-Unidos provou a que ponto estavam mal preparados. Uma minoria pode amanhã bloquear toda a economia mundial que depende, desde já, a 90 % da teia. E não é ciência ficção.

 

 

Mas o que é preciso fazer então ?

 

É preciso dar mais poderes àqueles que lutam contra o cibercrime e pôr em lugar um sistema de identificação internacional para cada utilizador da rede. Se um país recusa este alinhamento no âmbito desta nova arquitectura, fica sem conexão.

 

 

Acabou o anonimato, o direito ao esquecimento ?

 

Mas ninguém é anónimo na internet, salvo, precisamente, os cibercriminais. Estes sabem como não deixar vestígios. Acabámos por apanhar pessoas sobre o jogo em rede "World of Warcraft" . Só a partir dum pseudónimo. A diferença é que com uma autentificação para cada utilizador além do endereço IP, tornar-se-á complicado para os cibercriminais de ficaram anónimos.

 

 

O seu internet do futuro é o oposto total do imaginário libertário dos inícios da rede...

 

E por causa. A rede é hoje frequentada por mil milhões e meio de indivíduos. Na altura, a internet dos pioneiros só dizia respeito a alguns investigadores que trocavam dados entre universidades. Mas também não sou favorável a que cada indivíduo seja controlado a qualquer momento na rede. Se este bilhete de identidade virtual nasce e de maneira global, caso contrário não serve para nada, será de maneira progressiva. Podemos mesmo imaginar que não dirá respeito a todas as actividades. Pessoalmente, é me indiferente que seja ou não pedido nas redes sociais ou twitter.

 

 

Se o anonimato já não é possível, como vão fazer os opositores Iranianos ou Chineses para ultrapassar a censura e o policiamento nos seus países respectivos ?

 

Boa pergunta. Mas vou ser franco e muito pouco politicamente correcto. Se a minha segurança está em perigo, se o meu país ou a minha actividade são ameaçadas, é preciso tomar as medidas que se impõem. Mesmo se incomoda essas pessoas que se batem por mais de liberdade. Desolado. Entre uma protecção a 99 % contra os ataques ciberterroristas e o combate por mais de liberdade na China e no Irão, voto pela minha segurança.

 

 

 

 

 

 

por PortoMaravilha | link do post

 

.
Então não é que, quando vários operadores retransmissores do Mundial de Futebol 2010 pensaram em omitir as vuvuzelas de suas emissões, eis que a YouTube se lembra de disponibilizar a inserção do som mais característico e polémico alguma vez existente num jogo de futebol...
Provocação?
.
Basta aceder a qualquer vídeo relacionado com futebol: por exemplo aqui .
PC
por MrCosmos | link do post

 

O blog de Jean Quatremer , " Coulisses de Bruxelles, UE " acaba de ser considerado um dos blogs  mais influentes da blog-esfera Francesa. É actualmente o número um do " top ten " dos blogs Franceses nas áreas da política, da economia e do social .

É um blog que desde há muito tempo tem um link no Cosmeticas.org .

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

O aperitivo introdutório que abre uma excelente peça jornalistica, ao muito bem denominar Rui Zink (RZ) como sendo "um dos grandes provocadores portugueses", palavras de  Nuno Francisco na entrevista publicada no Jornal do Fundão, versão online de 31 de Março último, pode facilmente deixar o leitor com "agua na boca", convidando-o, se quiser,  a recostar-se  e apreciar ao que só não chamaria de  peça única, pelo simples facto que considero que esta de RZ deve, pelo menos por aqui no Cosméticas, ser lida, como continuação desta outra: "A imagem de Portugal no mundo" cuja nossa tradução exclusiva de FR para PT, tem feito bastante sucesso, ao ponto de estar a ser imprimida e distribuida, segundo testemunhos recebidos.

 

Na de hoje, Rui Zink, desde nos dar a sua visão do porquê considerar "Portugal ser um País giro", ao argumentar do estado de coisas pelas misturadas e ocupações indevidas do poder da esquerda andar-se a passear pelas "ruas da direita", indo mais fundo ainda no que toca a questões politicas, mas sem deixar de opinar noutros assuntos que nos são aqui tão caros: temas relacionados com a cultura , ou outros controversos da actualidade, tal só vem evidenciar, mais uma vez com esta entrevista, o porquê de o Jornal do Fundão,  ser tido pelo Cosméticas por uma GRANDE REFÊRENCIA, do jornalismo regional. Mérito do Nuno que o tem dado a conhecer aqui a muita gente.

 

Acabo por destacar neste post alguns trechos da entrevista, até porque, "às duas por três", dou comigo a rir com Rui Zink a insitir em ir pela via de uma de nossas etiquetas de marca: "cosmetiquices", e no fundo, o tema deste blogue. E eu a pensar: "querem lá ver que o Rui Zink também já anda a ler este mal fadado blog da outra galáxia?" ;-)

Mas depressa desci à terra:

"Nááá´! Qualquer dia... Qualquer dia talvez ele veja o que anda a perder :-))))"

 

Portanto já sabem, eis alguns trechos. Mas não dispensa a consulta completa!

 

JF - E qual é o nosso handicap [de Portugal]?

RZ - O nosso handicap é tudo. O nosso handicap é que o PS decidiu roubar o terreno ao PSD e, portanto, neste momento, estamos a ser governados pelo PSD. E o verdadeiro PSD queixa-se – e com razão – de que o seu lugar foi roubado. [...] Eu não consigo aceitar o que o governo de Sócrates fez com os professores e com as escolas. O modo como o Ministério da Educação tratou os professores e as escolas públicas, convenceu-me, finalmente, a desistir das escolas públicas. É mesmo para destruir. Mas, depois, há outras coisas em que tem [o actual Governo] componentes interessantes: é evidente que o governo PS tenta, apesar de tudo, não ser xenófobo e isso para algumas pessoas tem alguma importância. Depois, a questão do casamento gay, que não interessa ao país, mas interessa às pessoas deste país a quem isso interessa, que também são o país! Há diferenças. Há batalhas nos costumes em que ainda há diferenças e que não são tão cosméticas quanto isso. No modo como tentam agarrar o poder, como cada vez se confundem mais com o poder económico, na promiscuidade, num certo terrorismo cultural...

 

JF  - A esquerda é mais “amiga” da cultura?

RZ - A esquerda tem mais amigos na cultura! Quando a esquerda está no poder, eles dizem: “Bom, vamos escolher este nosso amigo de longa data do partido, em vez de escolher aqui o Zink”, enquanto que a direita diz: “Os gajos são todos de PS para baixo... Portanto, já agora, convidamos o Zink”. Portanto eu beneficio mais quando a direita está no poder.


JF  - Já foi asfixiado democraticamente?

RZ - Não... Mas acho que deve ser por causa do meu pescoço gordo. [...] Se eu fosse verdadeiramente uma voz incómoda, levava um tiro. Ora, eu não quero levar um tiro, é desagradável; dói. Se ainda tenho acesso, de vez em quando, aos microfones é porque, na verdade, eu também faço parte da cosmética. Parece do contra, mas na verdade faz parte do sistema, o que é normal quando uma pessoa está quase com 50 anos.

 

JF  - Do que precisamos: de um Presidente da República (PR) economista, de um PR poeta ou de um PR médico?

RZ - [...] Não tenho grande respeito intelectual por Manuel Alegre. Ele dá muitos tiros no pé e é um bocadinho vago em muitas coisas. Mas, dos três [candidatos as presidenciais] , nitidamente é o que tem mais perfil para o cargo: é um fidalgo, tanto lê poesia – que é uma coisa simpática – como vai à caça, tem uma bonita voz, fica bem de barba... acho que ele pode estar em Belém melhor que os outros dois.

 

JF  - E é preciso tanto “barulho” sobre o novo acordo ortográfico?

RZ - Sou completamente a favor. Nós não somos os donos da língua... a única forma de evitar que a língua que nós falamos passe a ser uma espécie de mirandês, muito bonito, com interesse arqueológico, mas sem projecção internacional, é colarmo-nos ao Brasil. Quando as pessoas dizem “ai, mas nós é que falamos o bom Português”, eu não sabia que em Portugal havia tanta gente a falar bom português, a escrever bom português, a ler bom português e não sabia que nós tínhamos exactamente o mesmo sotaque de São Miguel ao Porto....


Houve uma coisa que me horrorizou... Há uns três anos fui a Paris e vi um dicionário “Francês - Brasileiro” e logo na introdução diziam que o português de Portugal já não tem nada a ver com o português do Brasil... Já são duas línguas completamente opostas. É evidente que a França aqui, embora seja nossa amiga, é rival. E eu tive oportunidade numa conferência que dei a certa altura dizer: “ah, pois, eu no outro dia estava com uns senhores que estavam a falar senegalês”. E aí os franceses levantaram-se logo a dizer “não é senegalês, é francês”... E eu disse: “Oh meus filhos da p***, se vocês falam do brasileiro e do português, então, também há o senegalês”. Quando o nosso adversário nos quer dividir, acho um tiro no pé este nacional-patriotismo em relação à ortografia perfeita, até porque nós não usamos a mesma ortografia que o Fernando Pessoa usou.

 

Link para a entrevista completa:"A elite portuguesa é ignorante"


PC Jerónimo da Silva

por MrCosmos | link do post

A palavra blogar, casa com arte?

Há para quem a primeira (blogar) não faça sentido se for solteira, ou estiver divorciada da segunda (arte).

 

A blogosfera, complemento da Internet, democratizou a informação.

Qualquer um pode escrever, opinar, absorver, pesquisar, veicular itens e informação, ou simplesmente voyerizar. E se até para se ser um bom cantor 'pimba', goste-se ou não, é preciso ter arte, não raramente e por tantas vezes, é a falta dessa habilidade e continuar a despercebela,  que  leva ao 'engelhar de nariz' de muitos frequentadores da rede, nomeadamente na blogosfera.

Um blogue não deve ser a exposição do meu mundo, deve antes mostrar a forma como vejo o mundo. E isto  será  válido, pois mal andará quem se julgar na plena assunção possesiva do termo, Senhor do Mundo (Mr. Cosmos ?!) .

 

(post congelado em 'A blogosfera é um grande baile de máscaras...' )

MrCosmos

por MrCosmos | link do post

  

 

HELP THE VICTIMS OF THE STORM ON THE ISLAND OF MADEIRA. THANKS!

Aidez et soutenez  les habitants de Madère  victimes de la tempête

Ayude a las víctimas de la tormenta en la isla de Madeira
 

 NOTÍCIA SOBRE LINHAS DE CRÉDITO E APOIOS

 

 

por Diácono do Espaço | link do post

 

 

 

A excelente revista  "Manière de voir " do mês de Fevereiro e Março, do ano em curso, apresenta uma reflexão pensada e argumentada a propósito do lugar que a internet ocupa nas nossas sociedades.

Como não se trata, neste espaço, de traduzir , integralmente, a referida publicação, decidi mostrar os aspectos que mais me questionam.

 

Google vai ficar em posição de monopólio. Um monopólio inédito que não se exerce sobre o aço ou as bananas , mas quanto ao direito à informação.

É o fim do sonho da Enciclopédia "des Lumières " ?

A vitória dos interesses privados sobre o interesse público ?

  

Fonte : Robert Darnton :  Manière de Voir ( Le Monde Diplomatique ) , pp.10-13 , fev-março 2010.

 

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

... E Clint Eastwood sabe o que faz . Visto e ponderado, é o que se consegue para já concluir. Entretanto, há que justificar o tanto falatório provocado online, por avatar.

 

por MrCosmos | link do post

 

 

Curioso como um álbum em estreia é editado e vendido em simultâneo quer em CD como em vinil, sendo que a compra em vinil conta com o CD como bónus ?

Talvez nem por isso. Depois dos EP's (pensados para disck jokeys), o interesse das produtoras em voltar a editar discos comerciais em LP, vinil, só vem confirmar um crescente nicho de mercado que regressa ao velho formato.

 

Para ouvir a trilha 3 de "Beteen Waves" - David fonseca (2009). Disponivel online em rastilho.com .

 

Between Waves” - David Fonseca (2009)
1. (Baby) All I Ever Wanted
2. Walk Away When You’re Winning
3. A Cry 4 Love
4. U Know Who I Am
5. There’s Nothing Wrong With Us
6. Owner Of Her Heart
7. It’s Just A Dream II
8. Little Things II
9. Stop 4 A Minute
10. Morning Tide
11. This One’s So Different

 

por MrCosmos | link do post

 

 

»O AMOR DOS PAIS


A paixão arrebatadora que surge com a paternidade pode ser avassaladora para algumas pessoas. Posso assegurar aos pais que esta tempestade de emoções se denomina enamoramento. Os pais estão tão apaixonados que sentem o bebé como uma parte deles. Do ponto de vista de um pediatra, é a melhor coisa que pode acontecer. Este afecto profundo será o suporte para uma infância segura.

 

»ALTURA DE VACINAÇÃO


Certifique-se de que as vacinas do seu filho estão em dia. Para proteger o seu filho de doenças, tais como a poliomielite, a tosse convulsa, a difteria, o sarampo, a papeira, a rubéola, a varicela, a hepatite e a meningite, é importante ter em dia as diferentes vacinas de que o seu filho vai precisar nos primeiros dois anos. Fale com o pediatra do seu filho ou com a enfermeira para se certificar de que as vacinas do seu bebé estão actualizadas. Hoje em dia, os bebés normalmente levam as primeiras doses no hospital pouco depois do nascimento e, provavelmente, deram-lhe um boletim com o registo destas doses, nesse momento. Mantenha sempre este boletim consigo na sua bolsa ou carteira. Deste modo, tê-lo-á sempre consigo, mesmo quando precisar de ir ao serviço de urgências. Mostre o boletim ao pediatra do seu bebé ou à enfermeira para que possa ser actualizado em cada consulta.

 

»COMO LIDAR COM A IRRITAÇÃO NA ÁREA DA FRALDA


Qual é o método mais eficaz para combater a irritação na área da fralda? Utilize pomadas que contenham vaselina ou óxido de zinco para proteger a pele do bebé da humidade e das enzimas que causam a irritação na área da fralda. Mude frequentemente a fralda de modo a manter o bebé seco. Também pode ser útil tirar-lhe a fralda durante algum tempo por dia. O ar que circula à volta do rabinho do bebé permite que fique seco. Além disso, muitos bebés gostam deste tempo de 'liberdade' para se mexerem à vontade. Certifique-se de que o quarto está a uma temperatura agradável e sem correntes de ar e deite o bebé sobre uma fralda ou uma toalha para enfrentar os acidentes inevitáveis.

Nota: Se sente dor ou ardor nos seus seios e se o seu bebé tiver a pele irritada na área da fralda com manchas vermelhas, é provável que ambos tenham uma infecção provocada por fungos que necessita de tratamento. Consulte o pediatra do seu filho. Ambos devem tomar um remédio antifungíco para tratar a infecção e será necessário aplicar creme ou pomada no rabinho do bebé. No entanto, não utilize a pomada nos seus seios, pois pode obstruir as glândulas lubrificantes naturais.

 

A informação que colocamos à sua disposição baseia-se em pautas gerais do desenvolvimento das gravidezes e dos bebés. Não se esqueça que o desenvolvimento individual pode ser diferente dependendo de cada caso. Se tiver alguma dúvida consulte o seu especialista.

 

Via: dodot.com

por Lou | link do post
sinto-me: E o Martim já fez 3 meses :-)

 

Se entre homem e mulher, diz o povo, não se mete a colher,  já do twitter não se pode dizer o mesmo.

 

Diz quem viu, e está disponível online, que na hora de beijar a noiva, Dana Hanna, um engenheiro de Maryland, nos Estados Unidos, preferiu actualizar o twitter (!).

Alterar o seu "estado de relação" no facebook e postar a boa nova no twittter, foi a primeira opção, com naturalidade, que nos noivos assumiram após o reverendo os declarar "marido e mulher". Insólito, mas ocorreu no passado dia 21 de Novembro. O vídeo também foi instantaneamente colocado no youtube.

Casamentos gay? Qual quê! Isto é que são modernices, à sec. XXI...

Portanto... «it's official on facebook, it's official in my book - o noivo pode beijar a noiva». Conclui o reverendo para gaudio geral.

 

por MrCosmos | link do post

foto perfil.jpg

pauloc.jeronimo@gmail.com

pesquisar
 
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D

2016:

 J F M A M J J A S O N D

2015:

 J F M A M J J A S O N D

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

Controle de invasão ET
comentários recentes
Hand ball is actually a nice game to watch. I firs...
Children are not good with lies. They doesnt know ...
Woww!!! I am glad you have shared this old picture...
Alors, dit-il,Au Revoir ! , dit-elle. Alexandre O'...
Jovem, apesoado, dotado, submisso, procura homem d...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
.