Cliclar para aumetar / Cliquez pour agrandir

 

O texto de Guimarães Rosa Grande Sertão: Veredas é o maior romance da literatura de expressão portuguesa. Este texto está para a literatura de expressão portuguesa como Finnegans Wake de J. Joyce está para a literatura de expressão inglesa.

 

É um livro que assenta numa linguagem criada por G. Rosa para definir o seu Cosmos (tal como o fizera Joyce). Um Cosmos que é uma combinação e oposição simultânea entre: O "material" e o "espiritual", o bem e o mal... O "material" é a linguagem, a luta pela expressão; O "espiritual" é a memória, a luta entre valores (bem / mal), o porvir. Para que as personagens possam ser fluidas, combinando oposições, o autor dá nascença a uma nova língua.

 

As primeiras páginas não são fáceis de entender. Mas com o decorrer da leitura o universo "Roseano" abre-se. Existe um dicionário pensado por Nei Leandro de Castro que pode ajudar: Universo e Vocabulário do Grande Sertão (Livraria J. Olympio Editora, Rio). Mas continuo a pensar que depressa se entende que "canoar" é navegar em canoa ou que "ventear" é produzir vento...

 

O Sertão é o Cosmos que pinta a união e a oposição entre o aquém e o além, o bem e o mal...Na descrição da evolução da batalha entre as bandas rivais de jagunços todas as formas e temas maiores são salientados: O romance de cavalaria, o romance épico, o pacto com o diabo, o naturalismo, a crença, o esoterismo, o existencialismo...

 

O nome dos personagens é também muito importante. Tomemos, por exemplo, Riobaldo e Diadorim. Riobaldo é o jagunço letrado que vai para a guerra. Ele tem que vencer e faz um pacto com o diabo. Está também apaixonado por Diadorim. O seu código proíbe amar homens. A sua existência fica dividida por esta oposição. Na batalha final, Diadorim morre e Riobaldo descobre que a sua paixão é uma mulher disfarçada em homem. Um tema muito clássico da literatura medieval: Diadorim disfarça-se de mulher para poder acompanhar o seu pai na guerra. Como é também um tema muito clássico o pacto com o diabo. Está presente quer em Goethe (Fausto) quer em Pessoa.

 

De novo se expressa a noção de movimento: O bem, o mal, o convencional, o "inconvencional"... num perde-ganha-perde-ganha... O subtítulo da obra é "o diabo na rua, no meio do redemoinho..." dá a sensação de agitação, mudança, novidade...

 

Já é menos clássico que o pacto com o diabo apareça, linha menos linha, no centro da narração, criando uma simetria. Já é menos clássico a polissemia do nome Diadorim: Dia-dor-im. A primeira sílaba reenvia para a palavra "dia" e também para a primeira sílaba das palavras "diabo" e "diálogo"... O dia da dor? O diabo da dor? O diálogo da dor?... Podem haver várias interpretações. O sufixo "im" é um sufixo que acentua a insistência como, por exemplo, na palavra "mandarim": Mandar+im. O nome da personagem Rio+balde evoca, sobretudo, a palavra rio que lembra a água, a vida, a viagem, a foz, novos mundos. 

 

O texto elaborado por Guimarães Rosa termina com o símbolo do infinito. A palavra "fim" não pode existir no Cosmos, no diálogo entre o aquém e o além, entre o bem e o mal. Deste permanente diálogo nasce da boca de Riobaldo a frase que atravessa repetitivamente toda a narração: "Viver é muito perigoso". O Cosmos é Deus e o diabo é o seu subconjunto, não podendo um existir sem o outro. E Riobaldo explica que quem decide somos nós e que somos nós os únicos responsáveis por nossas decisões. Eis as últimas palavras do texto que antecedem o símbolo do infinito:

 

"Amigos somos. Nonada. O diabo não há! É o que eu digo, se for... Existe é homem humano. Travessia."

 

O texto de G. Rosa conheceu outras edições. E é estranho que algumas tenham esquecido o símbolo do infinito como também transformado a capa com todos os pormenores e signos desejados pelo autor.

 

Porquê? Sim, porquê? 

Nuno 

obs: Para Gisleuda, o prometido é devido.

por PortoMaravilha | link do post

 

 

 

Escrever para não morrer...

O testemunho de Hídeo FuruKawa, escritor de ciência ficção nascido em Fukushima, questiona:

 

"...vi macacos, soltos a título experimental e equipados com dosímetros, saltando de ramo em ramo, partirem rumo às montanhas contaminadas. O homem que se diz superior aos macacos só pode ter reconhecimento e consideração por eles... O que foi esta catástrofe? O que é que se passou realmente?... Para mim, o trabalho de criador não é de dar uma resposta, é de guardar a pergunta viva eternamente."

 

Este post é uma encruzilhada entre:

Fukushima ou a Dialéctica de Natureza @nd  Sê Macaco e Grita!

 

Fonte: Télérama, 7 de Mar de 2012, p.26 | Foto: A árvore que subsistiu da floresta que rodeava a estrada de Pripiat. As outras, devido à sua radiotividade, foram cortadas (L'autre Journal, nº1, Maio 1990, arquivo pessoal)

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

 

 

Em poucas horas chuvas violentas e ventos que se assemelhavam a furacões mataram várias pessoas no sul da França nos dias 5 e 6 de Novembro.

Milhares de pessoas ficaram privadas de electricidade e de água potável.

Esta mesma violência dos elementos naturais também matou na Itália.

Algo nunca visto nos arquivos.

E continuam a nos quererem evangelizar: O Turbo liberalismo não é responsável pela ganância, pelo betão e etc. e tal...

Talvez, Rui Veloso, com a sua bela canção, Beirã, tivesse 30 anos de avanço...

 

Este post deve ser lido como a continuação de: "Sinais do tempo"

Fotos: Libé, p.19, 7 de Nov. de 2011.

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

 

 

 

Greenpeace recorreu, com grande sucesso, à saga Star Wars para denunciar o perigo que certas multinacionais apresentam para o meio ambiente e o futuro do nosso planeta.

 

Foto: Revista, Greenpeace, Out-Nov 2011, p.8

Este post pode ser lido como a continuação de Facebook: Carvão no Porão?

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

 

 

Os trolls, contrariamente ao que se poderia em aparência pensar, fazem parte da mitologia Nórdica. São seres agressivos que povoam as lendas e as montanhas da Noruega.

The Troll Hunter, realizado por André Ovredal,  não é Indiana Jones. Mas é um filme que me parece de muita qualidade, tendo-se em conta os muito poucos meios disponíveis para a rodagem.

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

 

 

De hoje para amanhã, a Europa descobre as fotografias de Agusti Centelles.

Porquê só agora ?

Nas suas fotos, Centelles mostra o combate heróico dos Repúblicanos Espanhóis.

Combate heróico que nos remete para a memória. Para quem se esqueceu da memória.

 

A Guerra Civil Espanhola lembra-nos que :

Pela primeira vez na história moderna da humanidade:

a) Os civis são um alvo prioritário para os franquistas e os seus aliados: nazis, salazaristas e fascistas italianos... 

Uma árvore resistirá: Guernica!

b) Pela primeira vez na história moderna da humanidade, as mulheres tomam as armas.

Desta memória quedam e não só a árvore de Guernica e os textos de Georges Orwell.

 

Este post deve ser lido como a continuação de "Google o terceiro hemisfério do seu cérebro".

Foto: Télérama, nº3207, p. 50, 29 de Jun de 2011 / fonte: Mídia & História

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

 

 

Quem já viu um pássaro destruir o seu ninho?

É o anúncio, segundo um provérbio Chinês da Antiguidade, que anuncia a desordem e as trevas no Império.

 

Imagens: Bd de Quino / Next, nº36, p. 68.

Este post pode ser lido como a continuação de: "Festejar Mafalda para melhor esquecer Quino?"

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

 

 

Parece-me interessante ler ou descobrir que o editorial  de Vincent Giret do diário Francês "Libération" de sábado dia 5 de Junho, começa com uma citação de Michel Serres:

Escreve este filósofo : " A espécie humana perdeu os seus laços com a terra, com o planeta, os seus ritmos, os seus  limites e os seus perigos ; Os políticos não estão armados, intelectualmente, para afrontar a crise climatérica. "

Não deixa de ser curioso que os índios, quer do Norte quer do Sul, do continente Americano, contassem :

"Quando a última árvore morrer, quando o último riacho terá sido envenedado, quando o último peixe terá sido comido, saberemos então que o dinheiro não se come. "

 

Fonte : Libé, p.2, 5 de Jun de 2011 / Foto : Cabeça troféu Munduruku, Térérama hors série, Março 2005.

Este post ser lido como a continuação de "A  Transmição Simbólica: nº 15"

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

 

 

Os meus filhos, tal como os seus amigos e amigas, não parecem preocupados com os acontecimentos de Fukushima.

Sendo fãs da série Os Simpson parece que deixaram de pensar ?

Faz parte do quotidiano de Hommer dar erro sobre erro, quando trabalha numa central nuclear.

Com efeito, não vale a pena preocupar as populações !

O nuclear é inofensivo !

 

Foto: Tchernobil 2011 : Um técnico mede a taxa de radioctividade / Foto clandestina.

Fonte : Télérama, nº3197, avril 2011, p.42

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

 

 

A revista "Télérama" de 13 de Abril do ano em curso apresenta um artigo muito interessante.

No estado do Piauí existe um imenso tesouro arqueológico.

Os desenhos pré-históricos, em aparência,  pouco ou nada diferem dos das grutas de Lascaux ou do sítio de Foz de Coa...

Todavia, prestando-se atenção, verifica-se que certos desenhos rupestres descobertos por Niède Guidon ( em 1964 ) remetem, explicitamente, para representações sexuais.

 

Por associação de ideias e após longos anos de leituras e de conversas animadas, questionei-me sobre o porquê do nascimento do interdito do incesto.

Sem este interdito poderia a raça humana ter evoluído? E porque é que os chimpanzés, tão próximos de nós, quando criados em reservas, ou seja, em contacto connosco não praticam o incesto? E, contrariamente, porque é que quando vivem em liberdade o praticam ?

O que talvez tenha morto a sua evolução ?

Parecem-me questões pertinentes.

 

Documento : Télérama, nº3196, 2011, p.23

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

 

 

Greenpeace alertou para que Facebook deixasse de ser uma empresa poluidora.

Empresas que funcionam com energia eléctrica derivada do carvão ? Não Obrigado !

O vídeo de Greenpeace (ver aqui) alerta para tal questionamento.

 

foto : Greenpeace, nº 89, p.5

relacionados: A Transmissão Simbólica, Folheto nº 10

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

 

 

Na sua obra, Dialéctica da Natureza, Friedrich Engels escreveu o que ainda hoje é de actualidade :

" Todos os modos de produção passados visaram unicamente a atingir o efeito útil e mais imediato do trabalho. Deixavam-se de lado totalmente as consequências longínquas..."


Fonte : Oeuvres Complètes de F. Engels, Éditions Sociales, Paris 1975, p.182 / Foto : Télérama, nº 3193, p. 44

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

 

 

Após ter obtido a organização do mundial de andebol em 2015 e, após ter obtido a organização do mundial de futebol em 2022, o Qatar organizará, em breve, os Jogos Olímpicos de Inverno !

 

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

 

 

Os Munduruku apelidam esta árvore gigante com vários séculos : " Mãe da Terra Preta " .

A Amazónia é um templo da biodiversidade .

E hoje tornou-se o teatro de conflitos económicos .

Lugar onde o " capitalismo selvagem " mostra a sua barbaridade.

Este post pode ser lido como a continuação de " A Barragem Belo Monte , Cameron , Le Clézio e Lula ".

 

Foto : Télérama hors série , Março 2005

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

Já passou um pouco de moda, mas a discussão em torno da nova legislação que impedira a continuação de animais em cativeiro para as actividades circenses deu que falar.

 

Contra ou a favor? É a questão que se coloca.

Por parte do Lou Moreira, a favor, da nova legislação, para acabar com exemplos como os do vídeo que se segue, que se passam um pouco por todo o mundo, também em Portugal.

 

por Lou | link do post

foto perfil.jpg

pauloc.jeronimo@gmail.com

pesquisar
 
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D

2016:

 J F M A M J J A S O N D

2015:

 J F M A M J J A S O N D

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

Controle de invasão ET
comentários recentes
Hand ball is actually a nice game to watch. I firs...
Children are not good with lies. They doesnt know ...
Woww!!! I am glad you have shared this old picture...
Alors, dit-il,Au Revoir ! , dit-elle. Alexandre O'...
Jovem, apesoado, dotado, submisso, procura homem d...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
.