Pelo sim pelo não, porque já me arrempendi de não o ter feito na altura de se terem averbado no dragão outros 5-0 noutro clássico, ou porque nas redes sociais (culpadas da suspensão de assuntos neste blog) os temas são tão efémeros e voláteis, deposito neste obituário o pensamento de ontem pelo pê de T3LL0. E desafio o Nuno PortoMaravilha a fazer o mesmo.

 

 

T3ll0.jpg

 

É pá, isto não se faz!
Faltam ainda 10 minutos para acabar o jogo mas tenho de solicitar desde já o livro de reclamações aos senhores do Dragão.
Então a malta compra bilhete para assistir àquilo que se espera ser um grande clássico de futebol e apresentam-nos em palco um Bailinho da Madeira?!

Não vale!
Ao menos digam ao Jackson onde estamos, que em portugal tal dança não tem passo doble... ao quaresma que se deixe de invenções porque esta não é uma coreografia cigana, é da terra do amigo Ronaldo portanto não vale trocar o passo ao adversário, não vale... e ao Lopetegui que não estamos no País Basco nem na tropa, pois que o Bruno de Carvalho não é propriamente dirigente da ETA nem era preciso acertar-lhe o passo... é que sinceramente... assim não há condições!

--

Paulo Jerónimo

por MrCosmos | link do post


Este video ao ser repescado da minha videoteca caseira e republicado à data corrente aparece um pouco descontextualizado, mas tem a sua razão de ser. 
Convêm talvez referir que o discurso aqui patente de Pinto da Costa é proferido após decisão judicial
 (da verdadeira justiça, a civil) que o inocenta das acusações do Processo Apito Dourado, ao mesmo tempo que a pseudo justiça desportiva de Ricardo Costa na Liga de Futebol punia o FCP com a retirada de 6 pontos na clasificação, já campeão (com mais de 20 pontos de distância para o segundo lugar). Dai o calor do mesmo, e os aplausos em que foi recebido pela congregação portista, e que o mesmo presidente recupere um tom de discurso de guerrilha que já fora chão que dera uvas noutros tempos (anos 90). Quando alguns previam um Dragão ferido, verificasse apenas  ou sobretudo um Dragão bastante acossado.

O ataque incisivo ao FCP (por via do seu presidente J.N. Pinto Costa) foi tão flagrante quanto estúpido ou inócuo. Basta referir que foi este «O Grande Processo» em que a Procuradoria Geral da República, do outro agora cessante, Pinto Monteiro investiu mais dinheiro e recursos.
Num momento em que já se podem começar a escrever para memória futura, as memórias do "insonso" procurador Pinto M. , "há que dar o mérito a quem o tem" (João Pinto - capitão FCP dixit) e referir que sem dúvida se tivermos de enumerar o grande caso que se pode atribuir à passagem de Pinto Monteiro pela Chefia máxima do Ministério Publico Português, foi este... derrubar o FC Porto, com ordem expressa e inédita de recorrer para instâncias superiores sempre que os tribunais não validassem a posição do Ministério Público (que nunca validaram) e assim curiosamente se quis derrubar a única instituição de sucesso resistente, ou evidente, em Portugal, e crítica ao poder central. Sim porque, vá lá, deixemo-nos de estórias da carochinha: o tratamento de investigação e ação não foi igual nem neutro, perante as demais descobertas (acidentais?) patentes e abafadas do panorama desportivo no futebol português.

Muitas linhas já foram escritas sobre o assunto, inclusive por mim na blogosfera em tempo ido, mas o curioso no meio disto tudo, e a esta distância, quando o Pinto abandona a cadeira de Procurador não deixando o sotaque de suas piadelas saudades a ninguém, foi verificar como o "sistema nacional" conseguiu pôr em sintonia discordâncias tão dispares que existiam entre os portistas (como a minha discordância contra a guerra Norte-Sul enveredada por J.N. Pinto da Costa nos anos 90, tempos do Penta) unindo um clube que se vai vendo obrigado a continuar a "chafurdar", na filha da putice que é o futebol Português (hoje com outros donos), e onde o grande mérito de Pinto da Costa reside apenas em ser "A Puta Mais Velha".


Paulo C. Jerónimo
por MrCosmos | link do post

 

 

The famous Madger's back heel goal that baptize this type of move in the Final of the European Champions Cup

  

When I returned to Portugal in 1983, FC Porto was taking its first steps on a long journey that goes on still today.

After doing a long "journey in the desert" fasting for 19 years without a title from the Portuguese League (1959 - 1978); it was the duo of Jose Maria Pedroto (Coach) and Jorge Nuno Pinto da Costa (Head of Football Department) who gave back the taste of victory to the blue and white adepts of the Portuguese championship in 78/79 season. It was under Américo de Sá presidency, and this was the starting point to a new cycle of many exuberant victories.

 

The “Futebol Clube do Porto” has always had in its matrix the practice of the football sport, being the oldest football club in Portugal, founded in 1893 by António Nicolau d'Almeida, a merchant of Oporto Wine who has discovered football on his travels to England, however, the Club has always paid special attention to the other sports too.

Jorge Nuno Pinto da Costa, who had began in the sports leadership with the section of  Hockey Skates of its hometown the so called "Invicta” - the very Noble and Loyal City of Oporto" (D. Maria II, Queen of Portugal) ascends to the presidency of FC Porto in 1982, marking a definite turning point in the club history.

 

Concerning sport FC Porto wins in the very same year its first international title: the Cup of the Cups Hockey skates and two years later, reaches the final of the same competition but this time in football, losing the Cup against “Juventus”. The street hockey, which until 1982 did not have any title - national or international - made the Cup - Winner Cup - the first step in a journey towards the top of Portugal and World top… Back to the Winner Cup it won several Cups in 1983 winning a "pentacampeonato" (5 consecutive championships) between 1982 and 1987 and was crowned Champion of Europe in 1986 and 1990. Concerning athletics, Aurora Cunha adds titles, she won the Road World Championship 3 consecutive times (1984/85/86).

 

When I arrived to Portugal, the new cycle initiated by Pinto da Costa had only a few months, but beyond the major factor that was the equipment of FCP, and also the City where I lived and had this football club - San Sebastian. There was Paulo Futre a football player hired from the ranks of SL Benfica was giving the first signs around the world, and I also succumbed to his talent, making me one of his enthusiastic fans.

Futre and Gomes - Fernando Gomes: a duo of advanced players that made "weep" large crowds, some with joy and other for disappointment or terrible envy...

 

Yes, I cried, and I remember perfectly even being eleven years old, sitting in a kitchen bench, watching the game in a black and white television, and there was my Porto: in the final of the trial queen of the football competitions: The European Champions Cup, now called UEFA Champions League.

We were in 1987 when it was the "great glory" of FCP concerning football, with the conquer of this trophy, the European Champions Cup in Vienna against Bayern Munich with a memorable goal from heel Rabah Madjer, which consequently put the team playing in the Intercontinental Cup against Peñarol of Montevideo, during this match the Portuguese team won, and that “only” represents the title of the World Champion Club! And finally "we" played the European Super Cup in 1988 against the Amsterdam club - Ajax.

 

Also internally FC Porto began to draw a domain that has extended till today.

The 1990s were especially successful for the football team which was eight times a champion, five consecutive times this was the "Penta" history, who had never been achieved in Portuguese football History. FC Porto was also being successful in roller hockey (including the international level, winning two Cups ESRB), basketball, swimming and boxing. In 1993, the Cultural Council has organized several cultural events to mark the centenary of FCP and has been edited a commemorative numbered medal. FC Porto in 1995 surpassed the 100 thousand members and the following year, was the first time an athlete from FC Porto won an Olympic medal: Fernanda Ribeiro won the 10,000 meters and brought the gold medal from Atlanta (four years later she would bring the bronze medal from Sydney). Concerning handball, FC Porto in 1999 regained the title of national champion which had fled 31 years ago. As a matter of fact, 1999, has been the year of “Penta” too, scored a perfect season for the club who won the four most important modalities concerning the Portuguese sports panorama: football, hockey, handball and basketball.

 

At the beginning of the XXI century Jose Mourinho arrived to Antas after having worked as head coach at Sport Lisboa Benfica and having been outstanding in União de Leiria. It was thanks to him that Porto football team returned to international titles.

 

Winning the UEFA Cup, today called Europe League in 2003 and the UEFA Champions League in 2004, already in the new Dragão Stadium – it was a time when FC Porto again achieved full national recognition, it became champion in the four ways. In the very same year, the coach Victor Fernandez won the second Intercontinental Cup which would be added to the “portista” trophy list, a endured game and in the end, after his victory offered to “portistas”, it makes me go back to my 11 when I still was a kid any kid like me in 1987 would have liked it...

 

FC Porto is now a recognized Portuguese Club, which “gives cards” and is respected as one of the leading ones among the best international teams, being very well known. Its records, surpassed this year (2011) the rival SL Benfica: record of national football titles (68) and some of these – thirty - are very recent and so I could watch them happening…

 

The following major conquests are: the National and International Championships, dozens of others have been discounted here many Cups and Super-Cups of Portugal could be included in its records:

 

1983 - Cup Winners Roller Hockey Cup.

1984 - First European Football Final (Cup Winners).

1986 - European Champion Clubs' Cup and Continental Roller Hockey Cup.

1987 - European Champion Clubs' Cup, Intercontinental Cup and European. Super Football Cup.

1990 - European Champion Clubs' Roller Hockey Cup.

1994 - CERS Hockey Cup.

1995/96/97/98/99 - National Championship, National Football "Pentacampeão"

1997 - CERS Hockey Cup.

1999 - National Handball title (after 31 years) and national Basketball Championship.

2003 - Champions of the UEFA Cup (Football).

2004 - Champions of the UEFA Champions League, Intercontinental Cup

2006/2007/2008/2009 - National Championship - National Football "Tetracampeão".

2011 - National Champion, Champion of the Europe League, in football. National Handball title, national Basketball title, national hockey title ("decampeão" 2000 - 2011 consecutive).

2012 - National football Championship.

 

Paulo Jerónimo

Trabalho desenvolvido no âmbito de formação de Lingua Estrangeira

por MrCosmos | link do post

 

 

Festejará de futuro Falcao golos no, ou contra o Dragão?

Não me parece. E acredito que falcao sai sobretudo muito agradecido ao clube que o catapultou.

 

Muito bom negócio, mas custa-me vê-lo partir, evidentemente.
Preocupante é a forma como a massa adepta acaba manipulada tão facilmente pelos artistas de marionetas que temos a puxar os cordéis no comando... São muito bons os nossos dirigentes, sem dúvida! Até nisso.

É assustador imaginar a ingenuidade dos adeptos que acreditam, e se revoltam, que Falcao muda de ideias cada vez que vai à casa de banho, ou que o experiente Pinto da Costa não tivesse esta carta (venda) na manga desde sempre, ou que o aumento da cláusula de rescisão era precisamente o âmago da questão.
Aliás, lógico que Falcao saí a ganhar umas boas coroas com o negócio, mas para mim ele até foi amigo do clube, ou então muito ingénuo também, ao aceitar sair e descer de cavalo para burro, com umas palmadinhas nas costas à mistura dos patrões. Foi empurrado, com arte, sublinhe-se, para descer alguns degraus na carreira, a troco sobretudo - e apesar do jogador provavelmente não atingir tal - do interesse/necessidade do FCP.
Quem perde mais, desportivamente, com a rescisão do contrato nestes termos? O FCP ou Falcao?

Quando o Nuno escreveu este artigo, confidencio-me que a So Foot de Junho 2011 dava o Falcao como vendido neste defeso pelo FCP, e que a mesma nunca se enganava nestas coisas. Pois, infelizmente tinham razão...

 

Eu cá, estarei entre os que aplaudirão o Falcao quando visitar o Dragão.

por MrCosmos | link do post

 

 

Ironicamente, esta época «O Jogo do Ano» , que poderá perfeitamente ser o desfecho do campeonato 2010/2011, virou-se às avessas, e, apesar dos intervenientes serem os mesmos do ano passado, os candidatos e os palcos do jogo são os opostos: desta feita são os Dragões que podem reconquistar o estatuto de campeões no estádio do rival, na Luz (acontecimento do qual à partida não acredito que o SLB permita).
Depois da experiência do ano passado (link) e de ter prometido a mim mesmo (ou melhor, se calhar foi mais a minha mulher e meus filhos) que não punha os pés em tais ambientes tão depressa... actos de vandalismo e violência só têm crescido no mundo do futebol. Os estádios estão cada vez mais entregues aos Ultras, Claques (marginais) Organizadas, e hoje sai mais uma, a noticia de mais um ataque ao autocarro da equipa e à viatura que transportava o Presidente do SL Benfica, aquando da sua deslocação, a Passos de Ferreira, na periferia da Cidade do Porto.
 
Está Portanto criado o ambiente (aguardando-se a retaliação) para a recepção daqui a quinze dias da equipa Portista e seus adeptos à "Capital da Luz", Lisboa.
O que se está a passar no futebol português não é fenómeno exclusivo nacional, alarga-se aos demais países europeus : a predominância e preponderância das claques nos estádios, arrastando a violência e afastando as famílias e adeptos do futebol.
Mas ao histórico da rivalidade no futebol português há que acrescentar mais um dado relevante, o que começou por ser uma guerra lançada nos anos 90 de Norte para Sul, que o Norte viria a ganhar, e cujo país dos "6 Milhões orgulhosamente gloriosamente sós" ainda hoje não perdoa: O perder de um estatuto no futebol nacional - e não menos importante - no futebol internacional, para o clube do norte, do qual a capital estava mal habituada a que fosse sempre seu, nem que fosse... "por decreto".
 
Um dos meus últimos textos escritos sobre futebol - esse desporto que consegue ter hoje tanto de apaixonante como de repugnante - reflectia precisamente esse meu entendimento, da nossa pequenez, à portuguesa. recupero-o hoje, tratou-se precisamente de meu post de saída/despedida na participação do Blogue BiBó PoRtO, carago!! , porque realmente, cansa, remar contra a maré!
 

Universo FCP«
 
 
Gosto de ver e olhar para o Futebol Clube do Porto, numa dimensão e grandeza como a que vai de Viena a Tokio (glórias FCP em 87/88), de Sevilha a Gelsenkirchen (glórias do FCP em 2003/2004), de Portugal para o mundo.

Serão certamente muitos mais, aos milhares, os que comungam deste tipo de ambição no FCP e isto pode ser sobretudo notório quando se olha num prisma menos habitual: desviando a atenção da árvore para a floresta.
Tanto mais clarividente se torna tal situação, quanto maior for a capacidade de desactivar certas emoções, ou a capacidade em dose certa de relativizar o quotidiano, de raciocinar.

Portugal é um país pequeno, periférico, em muitas vertentes ainda sub-desenvolvido, e que dá mostras diariamente precisamente disso.
A boçalidade impera, e para isto em muito, o já mui antigo fenómeno nacional de futebol contribui. A Industria da Bola (coisa distinta da Indústria Futebol) continua a “par e passo”, atrasada, numa verdadeira dimensão do Portugal-dos-Pequeninos, onde de resto os vários sectores da sociedade cuja “cultura da bola” tem um peso dominante, são de uma promiscuidade atroz.
O Futebol Clube do Porto, pela sua génese e características próprias, foi o único clube português que, uma vez aberta a oportunidade com o fim da ditadura politica, soube vingar, evoluir, e acompanhar uma nova era do fenómeno futebol, o da indústria futebolística, competentemente na pedalada que se lhe impunha: sobretudo globalizada.

Hoje chegados aos anos em que vivemos, e olhando para o país que temos, em nada me admira que se tente ofuscar o brilho que o FCP irradia. Neste país onde a mentalidade do “orgulhosamente sós” ainda perdura, e o nivelar por baixo é “pau para toda obra”, as raras excepções de sucesso dos mais capazes acaba por ser encarado como o desmascarar da mediocridade geral. Ao invés de servir de incentivo, é um tocar na ferida, e é isso que o FCP tantas vezes e a vários níveis, acaba por provocar.

Um exercício curioso pode passar por abrir a página do Google e fazer uma busca por FC Porto (link). Verificará que, à data corrente, o maior motor de busca mundial apresenta cerca de 10 milhões de resultados!

Se ensaiar a busca com os dados do maior clube rival (link) verificará que o SL Benfica obtém uns ”meros” 2,8 milhões de resultados.
Pode-se mudar os parâmetros da pesquisa, procurar pelos nomes completos das instituições, seleccionar a busca para determinado idioma especifico, procurar apenas imagens, etc… , regra geral, a disparidade de grandeza na amostragem irá se manter a favor do emblema azul e branco.
Vale o que vale, ou como salientado: “trata-se de um exercício curioso”, mas que ilações se podem tirar?
O Futebol Clube do Porto há já muito tempo que deixou de pertencer a um futebol e país que perdura em muitos aspectos no orgulhosamente só. O FC Porto é património do futebol global, universal, e aqui reside a sua principal exigência.

Como tal, seria por vezes bom não nos distrairmos com fait divers e outras manobras de diversão cá do burgo, sob pena de passarmos à nós próprios (portistas) um atestado de menoridade.

 

MrCosmos, 13/09/2010

 

--

Adenda, hoje 22/03/2011: Ainda há poucas semanas atrás uma peça televisiva da CNN vinha confirmar a imagem e estatuto mundial do FCP, ao que os portugueses, mesmo portistas, entretidos em gerrilhas, esquecem ou preferem não ver, e isto na realidade da "Escala do Futebol Mundial". Actualmente o FCP está no 4º Lugar deste "TOP 10" CNN, Atrás do Barcelona (1.º), Real Madrid (2.º) e M. United (3.º).

 

por MrCosmos | link do post

 

 

Hulk, o 'jogador sensação' do campeonato portugês, descoberto pelo FC Porto na 2ª liga de futebol japonesa, há 2 ou 3 épocas atrás, cometeu ontem a infração de despir a camisola (consequente cartão amarelo) na comemoração da marcação do 2º golo do jogo frente ao União de Leiria.

 

O tema futebol - que nos apaixona - anda há muito tempo arredado das nossas linhas por aqui, porque questionamos e consideramos "até que ponto se estará transformando este palco numa arena de morte", acreditando que a manterem-se determinadas atitudes, leiam-se: verdadeiras infracções impunes sobretudo fora das 4 linhas, certamente está a caminhar para lá. E com isso não podemos pactuar.

No entanto confesso: há infracções no futebol, como a que Hulk cometeu no jogo de ontem reconhecendo seu apreço e afecto pelo povo nipónico que um dia o acolheu, que com certeza orgulha qualquer bom adepto apaixonado por futebol. Digo eu... comungando nossa solidariedade com o Japão. Porque, isto sim, está na essência do futebol.

por MrCosmos | link do post

 

E quem diz a verdade não merece castigo! :-)))

 

por MrCosmos | link do post

 

Com gosto assinalo e constato o 4º aniversário de um blog de top, de vento em popa, e de eleição para os adeptos portistas.

Porque desses 4, já tenho praticamente 2 do mesmo, sei perfeitamente bem qual é sua filosofia, e tal filosofia é de orgulho (do saudável, e muito), raça, dedicação, formação/camadas jovens, ecletismo nas modalidades, nunca são esquecidas, o FCP praticamente do "Bilhar", à Superleague League Fórmula.

 

Mas também porque é sabido, os "dois mentores" do Cosméticas, são colaboradores no Bibó PoRto, e no activo, mas mais, é o BiBó porto que os junta, ou onde se proporciona virem a conhecer-se, e os põe a socializar e dissertar em temas extra-futebol em que tanto e tão bem nos revemos.

 

Por tudo isso e muito mais, Parabéns, companheiros do BiBó Porto, carago!!

 

PC

por MrCosmos | link do post

...mas é que este artigo merece ser destacado. Temos pena!

por MrCosmos | link do post
sinto-me:

(começar por agradecer ao figurante virtual de 'Diabo Bermelho' , Sr. Diácono do Espaço, pelo facto de não interromper o seu retiro espiritual, para exegir os seus arco-iris futebolisticos aqui no Cosméticas.)

 

E depois de uma graçola entre parênteses, antecipada por um 'adjectivo' no título que ao último gestor do blogue em causa também certamente, e quando muito, lhe provocaria sorrisos amarelos, de tão esverdeada e boçal conotação em epígrafe, dizer que é de facto  já despido de jocosidades, que seriamente visto luto pelo finar de mais um de meus blogues de eleição, o primeiro azul e branco que conheci, para uma última homenagem ali ao lado na nossa lista de (blogues) finados. Dos mais requisitados na bluegosfera e citados, até na imprensa não raras vezes, e de visita assídua que me era.

A titulo de curiosidade, ou para quem desconhece, Zirtaev  foi seu fundador, Zé Luís seu 1º colaborador e último administrador, e contou entre outros, bastante válidos, também com o VIP Rui Moreira entre seus editores.

Já cá ando ao tempo suficiente para saber que nestas coisas os finados, de repente até podem ser ressuscitados... mas, seja como for, o espírito de Portistas de Bancada já existia antes da blogosfera, um "Tribunal da Antas" menos elitista, e continuará sempre presente. Forever. O Blogue que agora fina sempre fez jus ao nome.

 

O Zé Luís foi (é) GRANDE! De todos, foi com o post »Quadra pascal em momento musical« que mais me deliciei. Custa-me deixa-lo de poder ler assiduamente, porque sua assertividade e lucidez, mais do que ao clube fazem falta a este país.  Bem Hajas!

 

Excerto do post "the end" (a imagem acrescento eu):

 

Da blogosfera portista há apenas um ou dois que se aproveita. Não é difícil descobrir. Do resto, os vermelhuscos são os patuscos do regime, autenticamente dos couratos e "Sagres" da moda, de uma boçalidade assustadora do pouco que, por vias travessas, fui vendo sem comentar porque é lixo verdadeiro que só a eles interessa; os esverdeados sabem mais das coisas do seu clube com o defeito congénito do "calimerismo".

 

Vou andar por aí a ler blogues, que não são o lixo de que fala Miguel Sousa Tavares tão pouco propenso, até, para ouvir críticas (li no CM) fora da blogosfera ao seu trabalho de volta ao que chama "jornalismo" na SIC, com aquela inenarrável e maltrapilha entrevista a Gonçalo Amaral em que foi tudo menos jornalista, nem sério nem isento, depois de bom comportamento na estreia com o PM Sócrates. Aprendo muito nos blogues, mais de política onde leio de todos os quadrantes menos da cambada de malfeitores que, como avisei, invadiu todo o espaço mediático, incluindo a blogosfera. Não aprendi muito, confesso, sobre futebol, só confirmei o que sabia sobre a "iliteracia" da esmagadora maioria dos adeptos da bola que são o reflexo da péssima Imprensa da especialidade de visão enviesada e partidária do futebol, com incidência na intoxicação televisiva que, não só no futebol, encaixa no nível medíocre da intelectualidade das audiências.
 
por MrCosmos | link do post

 

 

Discursos como este no vídeo acima, para mim o melhor de sempre de Pinto da Costa, 'já foram chão que deu uvas'.

 

Caro Presidente, obrigado. Agora, deixe-me finalmente tornar-me sócio do meu clube sem que para isso tenha de pagar mais que os outros, só por residir a mais de 100 km da Sede.

Deixe-me ser um sócio sem carimbos, que não o 'correspondente'. Quero ser sócio do clube que conseguiu das minhas grandes representações Portuguesas.

 "E isso me envaidece!"  Quando passo pelo mundo. 

Deixe o meu clube ser finalmente cosmopolita, retire-se o estigma de Provincia.

Caro Pinto da Costa, que nunca lhe falte a coragem,  a ombridade, a visão, o descirnimento, o acerto, o grande exemplo de portismo. Saia!

 

 

por MrCosmos | link do post
 
'LIGAções perigosas' 2 VS 1 'o D'ouro que lavas aPITAdelas'«


...Que é como quem diz: dos amores a arbitros com paixões vermelhas tipo Mr. King, às actuais mulheres da frutaria no Bolhão. Mudam-se os clubes, mantêm-se às vontades.

 

 

»Começava este post com o destaque »On Fire«, para o influente opinador, Rui Moreira, que, e compreendendo o Mister, que ele próprio, RM, eleve Miguel Sousa Tavares como sendo o portista que melhor representa e defende o que vaí no geral da 'alma' adepta portista, tenho que discordar e dizer-lhe que não, que não é MST, mas sim ele, Rui Moreira, quem o Mister do bitaite acha que melhor está nesta altura a defender e expor, o que nos vai na alma, de todos nós, generalidade dos portistas. Estará o Mister enganado?

 

»Que o Porto, futebol clube, 'perde o norte' com alguma frequência, Já sabia-mos. Ao que parece ainda não se saber, é da tendência para falta de vista, entre as descirnir 'arbitrariedades', e, prioridades. Boa parte da bancada azul e branca talvez até tenha o uma outra capacidade de discernimento, provocado por, e para além de que como o macaco, existe um certo calo no cu, salutar, suficientemente aguçado por uma trintena de jejum. E Isto lhes acalenta a alma draconiana, pois pudera, tem de engolir as próprias chamas tantas vezes, para dentro em seco, nos tempos que correm...

Pelo que avista-se entre o nevoeiro o navegar de uma nau, que, de bandeira aprumada bem alto no mastro, cada vez menos avança, atravessou mares longínquos, e chegada ao destino em busca de um novo Penta, anda a deriva, sem saber 'aportar', calmamente orientada, embalada, por ondas vermelhas e um farol e faroleiros intermitentes-tentes-tentes.

Mas como em qualquer embarcação que se preze, há os marinheiros mais calejados, e os marujos mais enrabichados, cujo mau comportamento lhes pode custar uma ida pró caralho (e aqui cultivai-vos, vede o significado do termo: link , mal habituados, e convencidos das sempre infindáveis boas atracagens.
 

Ora sabem os mais batidos que não há fome que não dê em fartura nem bem que sempre dura...


e que discurso derrotista é este agora? Perguntar-se-ão já alguns.«

 

Nada disso!

 

Defender o FCP com unhas e dentes sob vis e baixos e ordinários ataques? Sim.

Denunciar descarados e flagrantes faltas de vergonha de quem assume que faria as coisas por outro lado? Também!
 

Arbitrariedades estilo João-esse-sim-Proença-pode ser? Okay.
 

Mas, haverá maior desgraça do que focalizar-se no que se passa a volta, negligenciando a própria casa?

por MrCosmos | link do post
sinto-me:

 

 


 

A Romaria à Mouraria

O

 

09:15 AM. O despertador, desse mal necessário apelidado por telemóvel, toca o despertar. Um portista boceja, confirma as horas, levanta-se cambaleando, não pelo exagero dos copos da festança na noite anterior, que ocorrera no jantar de natal entre colegas do blogue do carago!! , mas pelas poucas horas de sono cujo trabalho do longo dia anterior lhe roubara ao descanso ou ao convívio...

Afasta as friestas do estore e espreita da janela, constatando: "Eisssh! Tá mesmo um dia lindo para se ir ganhar a Lisboa!".

Mais pontapé, menos canelada pelos móveis, lá se vai aprontando que o dia reluzente, e um clássico de futebol, chamam lá fora.

Não sem antes cumprir alguns rituais domingueiros, mais café, menos leituras, confirma as horas, e, "Fosga-se! Que já estou atrasado..."


11:45 AM. O motor do C4 ronca, felino, arranca em sentido contrário, rumando 50 km a norte, para a mini-concentração marcada no Manjar do Marquês, em Pombal, e os receios de MrCosmos mostram-se afinal infundados. Não só chegara a horas, como até consegue o feito raro de ser o primeiro a comparecer no encontro. Tem por isso tempo de verificar o ambiente à volta. "Olha, um portista, e outro, e alí, uhmmm.... sim alí vai outro!" O sorriso que trazia nos lábios desvanece-se rapidamente quando entra no restaurante: "Fosga-se! Já chegamos à pontinha, ou quê?! As camisolas vermelhas são mais que as mães!".

Volta para fora, precisava de respirar ar puro.

A estacionar já estava a mini caravana daquele blogue do carago! bLuE bOy, Mafaldinha, AzuliBranco , Tripeiro, e Xeio_d_Xono, apeiam. Ligeiramente a duas, três filas de distância, Bicho - O Eterno Capitão, verifica se a viatura está mesmo fechada.

"Comé que é Mister? Tá-se? Tá-se!" - Cumprimentam-se o bLuE e o Mr, entre um primeiro abraço há já muito adiado, aguardando por uma primeira oportunidade. E foram ao tacho.

A mesa ao lado é ocupada por adeptos rivais, entre garfadas e um copo ou outro, o AzuliBranco conta das suas tropelias e picardias num blogue vermelho farrusco onde largava umas bombas com o seu grito de guerra: "mata o mouro, dá-lhe um estouro". O "garçon da casa", na árdua tarefa de abrir mais uma garrafita,  deseja boa sorte à mesa para mais logo, enquanto bom Sportinguista que era, e o Tripeiro põe-nos a par da sua ascenção à fama pelas curvas azuis e brancas, que já ouve na rua: "Olhó Bibó Porto, carago!! Tu és o gajo da bandeira." Dobradinha, ao lado de seu mastro que esticado daria 5 metros, lá aguardava a bandeira simbolo do blogue do carago! Coisa maí linda, alí serena a espera de ser vorazmente  desfraldada por aquelas bancadas imundas e, ...uhmmm?! Diga? ah oui, pardon! ...estou-me a desviar.


A malta está saciada, no que a barriga toca, pelo que há de tratar de saciar então o espírito e alma flamejante draconiana. Cumprimentos de circunstância à mesa vermelha do lado, "Boa sorte, viagem e tal...", e ala que se faz tarde...

03:45 PM
. Atravessa-se a fronteira da Mouraria, e o bLue ainda consegue a condescendência dos batedores de trânsito e encosta no apeadeiro das portagens de Alverca, onde as claques já iniciaram a sua actividade "pedreira" de tiro ao alvo... no segundo carro, MrCosmos e AzuliBranco são ordenados a seguir caminho, que as coisas alí já aqueciam.

Sem stress, saí-se na primeira saída, e regressa-se à auto-estrada entrando em pleno coração do cortejo azul e branco, feito meticulosamente sincronizado via telefone móvel.

E aí vão eles.

Dragões nos tejadilhos dos autocarros, adeptos sentados à janela das viaturas, bandeiras, cachecóis, apitos, 4 piscas, um multicolorido de vários tons - com o azul e branco dominante - dá entrada na capital. De meter respeito!

"Foi assim que Dom Afonso Henriques entrou em Lisboa", confidencia Azulibranco com um familiar ao telefone.

Mas os deuses dos futebóis iniciam logo ali os seus castigos à legião  azul e branca. As nuvens negras que os perseguiam, de já há algum tempo, iniciam a sua descarga, mas nada desanima as hostes portistas.

Decidira-se previamente: entre entrar disfarçado e camuflado sem adereços identificativos, e assim de forma menos penosa e sossegada, ou entrar identificado em segurança, com o cortejo policial entre uma ou outra bastonada, como a que um cabrão-zão fardado deu ao Mr , para recordar-lhe quem era alí a autoridade Muçulmana , pois quem mandou MrCosmos por o pé em rama verde, leia-se pé fora do passeio estipulado, para o trânsito dos adeptos,   no desvio de uma poça de água, donde se respondeu ao leve toque da autoridade islamita, "xô pulga! O que foi? Queres que invoque pela tua identificação, morcão?  O teu nome Sr. Agente? -Estrada! devolveu ele...

 

Bom! como ninguém havia vindo para se esconder, camisolas, cahecois e tal, que remédio senão aturar aqueles Ortodoxos-Islamitas da ordem e segurança. "Siga a rusga!"

Pegando o fio à meada, milhares das claques e adeptos, contam-se cerca de 3.500, apeiam, começa o aglomerado azul e branco. A chuva intensifica, os primeiros cânticos de honras à casa entoam-se, bandeirinhas com o número 12 e uns  apitos vermelhos todos catitas, para saudar o Senhor Lucílio Baptista - Calabote do sec. XXI, distribuem-se, a roupa molhada começa-se a colar ao corpo, "Que sa foda, Jogo é jogo, e este, É o jogo".

Um casal aparece numa varanda, uma bandeira azul e branca é exibida, eís um bom mote para o afinar de gargantas dos adeptos: "Cam-pe-ões, cam-pe-ões, nós somos cam-pe-ões!!"

Mais duas dúzias de caralhadas e cânticos entoados a certos "filhos da puta, S-L-B..." e o Mr começa a interrogar-se o que faz ele ali, no meio da macacada - sem querer ofender os macacos - bichos que de facto têm comportamentos mais civilizados que as claques e vários de adeptos daqueles, azuis e brancos.

"Não há-de ser nada..." cerca de 45 minutos c-o-p-i-o-s-a-m-e-n-t-e à chuva e lá arranca o pelotão com uma sofreguidão tal, de arrombarem o galinheiro, coisa de outro mundo. Ah, também ia haver um jogo de futebol, mas começa-se a perceber que isso era mero pormenor acessório. De Telheiras, à Santa Capoeira da Luz, muitos repelões e pára-arranca, os adeptos, pois o trânsito esse, todo parado. Cortado, aparecia aqui-alí, nalgumas artérias. «Párava-se nos semáforos verdes, avança-se nos vermelhos», aquele cordão policial parecia uma avozinha a conduzir por um lado, mas um adolescente de 16 anos a esgalhar o pesegueiro com desejo a molho... por outro.

Os moradores vêm às varandas e janelas, "Vai para dentro, preto do caralho", "Ó corno, o que queres? saí daqui filho da puta!", "Traz-me cá é a tua mulher, irmã e mãe, à minha beira, cornudo preto". Aquilo fazia confusão ao Mister. "Afinal, onde é que aquele gado bovino -com o Mr no meio - viam o preto?" Não descortinava...

"Que horas são?" "06:45" (PM) - Responde o Mister, parados que estavam todos há mais de meia hora na boca dos torniquetes de entrada do estádio. Nos poleiros do galinheiro apareciam as bestas da outra espécie para o cumprimento do ritual de acasalamento futebolístico."Amochem cornudos, aí à chuvinha", eram alguns dos preliminares para o acto de acasalamento, dos mais mimosos, mas carregados de alto teor erótico por parte da espécie fémea, aquela que aguardava  no quentinho dos cobertores do estádio, enquanto os machos, espumavam cá fora. E rebentam altas trocas de prazer nesta fase de esbordejar antes do acto de penetramento, do estádio, leia-se. Órgasmos múltiplos, um verdadeiro bacanal vive-se entre ambas as partes e claques, com a carga policial a segurar a vela, ajeitando os travesseiros, e, excitando ainda mais as espécies entre a descarga excitante de uma ou outra bastonada carregada de sensualidade tal... por aqueles aprazíveis e erectos brinquedos eróticos. "Andem lá com esta merda?!" berra o Mister, "Tirem-me deste filme", pensa para dentro.

Talvez uma hora e tal, e 10 litros por centímetro quadrado depois, estavam dentro do estádio, que era de resto o grande receio de MrCosmos, entrar a tempo de não perder pitada desde o inicio do jogo. Jogou-se, jogou-se, jogou-se. Vibrou-se, vibrou-se, vibrou-se. Desesperou-se, desesperou-se, desesperou-se. Espumou-se espumou-se, espumou-se.

Não se descortina bem o porquê, mas fica-se com a impressão, corrijo, com a certeza, que eram afinal 60 000 os animais irracionais presentes naquele estábulo a meter água no telhado das bancadas, onde uma cadeira dos portistas tinha de dar 3 lugares. Por cima, vários - digamos - muitos, adeptos do clube Senhor Lucílio Baptista - o Calabote do sec. XXI. Uns pauzitos de mini-bandeiras, garrafas, rolhas, isqueiros, moedas e tal, pelo ar. Nada de mais, ou de estranhar..

No quartel de  Abrantes, tudo como antes, e na capital, tudo normal.

Atrás do Mr, um caramelo, com penteadinho à chulo, supostamente portista, que mais ainda que aos adversários, preocupava-se era em xingar o Hulk, a mãe do Hulk, o Meireles, a mãe do Meireles, o Guarin, e respectiva progenitora, tudo o que quer que tivesse condições de "dar à Luz". Escapou-se a irmã do Jesualdo, na dúvida da sua existência. O Mr mordia a língua para se conter e não o mandar saltar a barreira, passando-se assim para o outro grupo de adeptos, mas lá se conteve, a não dar o rejubilo aos mênes do cacete fazerem o gosto ao dedo, e abastonar logo duma asenstada só, a caricata, mas não inédita desavença entre dois adeptos da mesma côr, e que cores! Que sobretudos aqueles cães-de-luta ilegais, espumavam para isso desertos. Também para eles, era o combate do ano.

22:10 PM. Apito final. Êxtase na Luz, uma despedida de objectos no ar, Aí Jesus! Quais pegas de stwards x Hulk / Sapunaru, quais que(!?) Anda cá que isto tá pior que o tunel da Luz, perderam oportunidade de punirem e irradicarem, por 2/3 anos/mínimo, os bons e melhores adeptos lusitanos originais, autodenominados por Portogueses (apenas estes, que as claques são imunes, e fazem falta ao bom futebol português). E lá surge oportunidade para um ou dois deles, resguardados pelas armaduras, desancarem num inocente sexagenário portista, as cacetadas que aquele frustrado fardado lhe apetecia dar mesmo, mas mesmo mesmo, era na mulher, no entanto nem  por sombras para isso haveria, certamente, tomates (quais?!) e se na capoeira da Luz todos sonham e fantasiam... Policia de choque, o mais astejante traiçoeiro e venenoso dos animais tem a mania que é quase gente e, anda cá, e, Xeio_d_Xono não resiste em demonstrar algum desagrado, ao ver o sexagenário descer 2/3 filas de cadeiras desalmado. O polícia do outro lado atira  beijinhos ao amigo Xonecas e lambe os beiços sensualmente provocando o dragão já de sí pouco adormecido... acaba provando o sabor do gás pimenta. O Bicho - O Eterno Capitão, nas suas calmas e sabedoria - só lhe faltava a braçadeira no braço, carago!! já que a camisola n.º 2 devia tar por baixo do casaco - puxa o ponta-de-lança do bitaite,  MrCosmos, "Embora, antes que sobre para nós". E eu dei-lhe razão. Bem bastaram os castigos para já indeterminado entre os 6 messes à 2 anos de Hulk e Sapunaru, não ia-mos assim perder mais duas peças fundamentais da bancada e bluegosfera, naquela assentada. Eram baixas à mais, e na Luz,nunca se sabe, nunca se sabe...

 Uma senhora cruza - desalmada de todo,  braços estendidos, guiada, supoe-se, pelo marido, cara toda apimentada olhos vidrados, roxos, deslavados em lágrimas - e atrave-sa o amon-tontoado de 3 500 portistas que ficariam enclausurados entre o interior das bancadas e os portões fechados, por mais de uma hora, a aguardar saída, e encharcados, a aguardar,  uma hipótermia, verificam-se alguns ameaços de tal, os secadores de mao das casa de banho trabalham mais numa hora do que já haviam trabalhado em toda a sua vida, nãopara aquecer mãos, mas pês raços, todo o corpo. Ja cá fora, registam as reportagens de TV em directo, uma adepta quarentona fala para as reportagens "Uma vergonha, mais de uma hora, alí fechados, molhados, parados, já a entrarmos em hipotermia!" ficou para o REC da estação daquela cidade do mais-maior-grande-que-inté, clube conhecido pela sigla vermelha Senhor Lucílio Baptista - o Calabote do sec. XXI, do mundo.

 

Nova romaria de regresso ao parque de Telheiras, para as viaturas, com mais do mesmo, urros e grunhos, e S-L-B's, S-L-B's. Se estivesse entre seres racionais, tentaria explicar-lhes que as constantes citações ao "Glorioso", mesmo em campos que ele não está presente como tão Benficó-dependentes que são, só demonstra a pequenez de quem tal profere, e engrandece/envaidece os de vermelho. Mas como estava no meio deles, poupei-me.

23:50 PM. A puta da romaria de volta ao parque parecia muito mais demorada, molhada, e custosa de fazer que a anterior na ida. E desta feita, não haveria paragens...

Siga viagem, liga a soufágè!

02:10 AM. Hora de reconforto ao estomâgo que dava horas desde a hora de almoço...

à entrada do self-service da área de serviço de Leiria, "Eisssh, Mas ainda estamos na pontinha?! As camisolas vermelhas são mais que as mães..."

Dois larápios, que haviam sido avistados entre os adeptos e claques portistas ( por sinal, mas fossem benfiquistas, que a merda era toda a mesma) enchem os bolsos com sandes e sumos, e fazem-se à vida, sem mais demoras nem contas... Na longa fila, uns riem-se, outro esfregam os olhos incrédulos se estarão mesmo acordados. Outros dois que igualmente se abastecem, dialogam: "É para pagar?" "Esquece isso, tens via verde, não tens?"

Beijos e abraços, o Mr fica mesmo por aquelas bandas, os restantes, rumam a norte, mais duas horitas ninguém lhes tiraria do pélo.

02:55 AM. Pergunta a mulher com voz de sarcasmo abafada pelos cobertores:
-E que tal, gozas-te?

-"Apanhei a maior molha da minha vida, mas para ver aquela equipa ao vivo, a cores, e em 4 dimensões, tudo vale a pena..."

-"Pois, que te deêm 8 dias de cama..." roga ela.

Siga a rusga! Para baixo das mantas.
03:10 AM: Apagou a "Luz". Enfim.

PS: O autor do post ainda pensou em descrever aqui como é que foi o verdadeiro jogo jogado, em sí, mas, acham que vale a pena?

_____
Simultâneos BiBó PoRtO, carago!! / COSMéTICAS.org

 

por MrCosmos | link do post

 

Comemoram-se 5 anos. Este desempate por GP, foi o quarto-de-hora de futebol mais longo da minha vida. Foi um estado de nervos que me deixaram de rastos. Acabei a festejar com as lágrimas pela cara abaixo. E foi a partir deste dia, quando o meu filho mais velho me viu naquele estado, que ele próprio despertou para o portismo.

 

O futebol tem coisas f-a-n-t-á-s-t-i-c-a-s, que guardamos para a vida...

por MrCosmos | link do post
sinto-me: Bí-Pentacampeão :-)

O Futebol Clube do Porto ganhou goleou ontem o Vitória de Guimarães, numa partida em que foi melhor o resultado que a exibição, mas o que interessa realçar isto agora, perante tal fome de regressar ao lugar cimeiro?

 

Se o Porto mereceu ganhar? Mereceu! Se mereceu golear? Nem por isso...

Mas dando uma volta pela blogosfera azul e branca, os adeptos andam esta jornada pelos sete píncaros. Com sorrisos de orelha a orelha. Os mesmos que a semana passada ainda não estavam convencidos.

 

O futebol é assim, é paixão, e não rima com a razão - costuma dizer-me um amigo, e bem.

O que ví foi um FCP que tinha merecido bem mais golear na semana passada o autocarro do Rio Ave - com maior justiça - do que perante esta muralha de areia no castelo de Guimarães.

 

O que ví, foi um jogo mais determinado, aguerrido, e desenvencilhado a uma semana atrás, e que foi por tantos criticado derivado ao sofoco até o final, enquanto que este de ontem foi mais do que elogiado, pudera... que ninguém se sentiu em apuros!

 

Diferenças? Para além de maior determinação do FCP, na jornada passada não benificiamos de erros flagrantes pelos adversários, nem do beneficio da dúvida pela arbitragem. Pelo contrário, ontem o que nos facilitou a vida foi isso mesmo: não nos deparamos com um bem armado autocarro, e pelo menos um golo (o da tranquilidade por B. Alves) benificiou da dúvida, como mandam as regras.

Sempre tive uma calma e confiança neste Porto 2009/2010 inabalaveis. Depois da saida de Lucho e Lisandro, sem contar-mos com Varela e Belluschi aptos, havia que dar tempo ao tempo para ver o Porto de sempre em crescente. Este arranque de campeonato, não foi pior que o do ano passado pelo FCP, a diferença está é na concorrencia... e isso assusta muitos.

 

E o adepto de futebol portuga não tem paciência para tamanhas mariquices.

O campeonato deste ano tem-me dado um gozo especial de assistir, pois finalmente temos equipas à altura que fazem frente ao Tetra, outrora penta-campeão.

Finalmente corresmos riscos. Finalmente, há mais candidatos. Finalmente.

Tudo coisas raras nos últimos 30 anos. Mas o adepto azul e branco, como qualquer adepto tuga, esta-se marimbando. Bonito no futebol, não é ver jogar - é ver ganhar.

O resto são tremoços e pevides, com uns copos de três pelo meio.

 

 

por MrCosmos | link do post

foto perfil.jpg

pauloc.jeronimo@gmail.com

pesquisar
 
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D

2016:

 J F M A M J J A S O N D

2015:

 J F M A M J J A S O N D

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

Controle de invasão ET
comentários recentes
Hand ball is actually a nice game to watch. I firs...
Children are not good with lies. They doesnt know ...
Woww!!! I am glad you have shared this old picture...
Alors, dit-il,Au Revoir ! , dit-elle. Alexandre O'...
Jovem, apesoado, dotado, submisso, procura homem d...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
.