Com as batotices do Mundial 2010, que só vêm confirmar que "pau que nasce torto, tarde ou nunca se endireita" (apuramento da França com golo à mão de Thierry Henrry), o debate pelo auxílio das decisões mediante implementação  de meios considerados "Novas Tecnologias" no futebol, regressou ao rubro.

 

Com a Inglaterra, flagrantemente prejudicada nos 1/8 de final, a ver negado o golo válido que daria o 2-2 frente à Alemanha, logo seguido do Jogo da Argentina na mesma fase do campeonato que se apura a partir de um golo em fora de jogo, onde nem Portugal escapou logo de seguida também eliminado na mesma fase pela Espanha perante um único golo da partida também ele em fora de jogo, logo não faltaram as Prima Donnas do costume a levantarem-se em coro, batendo com a mão no peito (eu bem disse... reclamam) apelando pela pseudo verdade desportiva.

 

A FIFA, que ate ainda a pouco tempo atrás tinha ponderado o debate de implementação de alguns meios de auxílio, para a seguir se vir redondamente a escusar de levar avante tal debate, lá ficou agora novamente coagida a dar a mão à palmatória (sem dar o braço a torcer) e Ok: Diz que volta a estar disponível para discutir o assunto.

 

Eu, para não repetir sobre o que penso destas modernices todas, limito-me a linkar...

 

Cartune: Henricartoon

por MrCosmos | link do post
O tamanho da Vuvuzela é indeferente quanto aos decibeis !

Tudo é questão de sopro ! Tal como na vida .

Melhor o desenvolvimento que o tamanho

E se a Maquina de filmar também fosse ficção dum só olho : Viva o replay ?

Nuno


PortoMaravilha a 4 de Julho de 2010 às 23:09
Eu não tinha reparado que o golo Espanhol derivava dum fora de jogo. Andei a procurar e depois fartei-me de rir : Parece que está fora de jogo de 23 cm. É para perguntar se era o joelho , a coxa, o nariz ... que estão fora de jogo ?

Quem estava fora do jogo era o selecionador Português.

Li o texto linkado e apreciei. O probelma do futebol não reside na arbitragem video, exceptuado certos casos ( agressões ). O problema está na falta de respeito que existe pelo adversário e, sobretudo, pelo árbitro. Não é o caso do rugby ( por agora ).

Existem demasiadas quantias nas apostas para que cada vez mais os jogos sejam trucados e falseados, tal como nas corridas de cavalos.

Paulo, gostei do teu texto porque reenvia para o texto da falecida revista "Les cahiers du foot ": "Limites e mentira da câmera". Na altura, traduziu-o para o blog bibo porto.

E como dei a entender no comentário acima, a câmera é o prolongamento do olho quer se queira ou não.

A solução louca e perfeita seria que cada jogador actuasse com chips que gravariam todos os seus gestos e colocações no terreno.

Prefiro um árbitro que se engane ( o erro é humano só perseverar é diabólico ) ao Big Brother.

Para terminar : O golo da Espanha foi um alívio. Bem razão tinha o treinador Espanhol e também a imprensa fr desportiva quando diziam que Portugal é só Cristiano Ronaldo.Depois há 10 a defender e só a defender.

Uma autêntica vergonha. Mas também é verdade que o Consulado Brasileiro em Lisboa não pode resolver tudo.

Fantástica a campanha que está a existir em Portugal contra Cristiano Ronaldo. Pelos vistos, Portugal não gosta de quem sabe ganhar : Não sei se é coincidência ou não : Saramago é grande os pt não gostam dele. Maria joão Pires é uma grande pianista e os pt não gostam dela. José Gil é um grande filosófo e ninguém gosta dele.. E por aí fora. A lista é tão grande...

Nuno
PortoMaravilha a 5 de Julho de 2010 às 21:03
Nuno: Um fora de jogo é um fora de jogo. Sejam 20 cm ou 20 m.
A jogada pareceu-me logo em fora de jogo, mas teve-se de aguardar pelas reportagens pós-jogo para confirmar isso, uma vez que derivado as polémicas do dia anterior, nos jogos citados no post, passaram a ser impedidos pela FIFA as repetições de lances com decisão polémica de arbitragem (a emissão tv que chega aos lares de todo o mundo é a mesma que é exibida nos ecrãs gigantes dos estádios...). Dai que o mundo inteiro não se tenha apercebido que o Golo da Espanha deriva de um "pequenino" FORA-DE-JOGO.
O Resultado final não deixou de espelhar justiça quanto a mim. E como tenho dito, à excepção de a bola cruzar ou não a linha, não acho viável o recurso a vídeo arbitragem.

O resto do teu comentário, subscrevo, apesar de não "aplaudir" assim tanto o CR.
Para bailar la bamba se necessita un poquito de gracia,

yo no soy marinero , yo no soy marinero,

yo soy capitán,

y arriba y arriba

Nuno



E depois acabam-se os assaltos ás áreas de serviço, os murros a comentadores televisivos, à frtua, ao café com leite, nã,nã a malta quer é discussão nas bancadas e ás segundas-feiras no trabalho e cafés.
abraço aos dois
Pedro Rosa de Oliveira a 6 de Julho de 2010 às 11:39
Olá Pedro.
Queres levar essas discussões para dentro do campo durante o próprio jogo, e prolonga-las ainda mais durante toda a semana?

A ideia que se vende em Portugal de que quem não é a favor da implementação dos "meios tecnológicos pela verdade desportiva" é contra a verdade desportiva esta-se a tornar um dogma.

A verdadeira discussão não está a existir. Acho que os dados têm sido viciados.

Abraço!
MrCosmos a 6 de Julho de 2010 às 15:47
Olá Pedro Oliveira !

Como vai ? Prazer em lê-lo .

Nada melhor que experimentar uma terceira parte após um jogo de rugby. Verá as diferenças quanto ao comportamento dos adeptos.

Aceitar a derrota é uma verdade desportiva.

O vídeo no futebol ? Sou contra. O futebol obedece a regras que não as do rugby.

E bem tiveram razão "Les cahiers du foot" quando deixaram bem expresso as mentiras e os limites da cãmera ( texto traduzido no bibo porto ). O relvado é papel milimétrico ? Mas até este pode ser falso em função da problemática levantada.

Levando o raciocínio mais longe : Ou se integram chips em todos os jogadores o que é impossível ou se acaba com o fora de jogo. E porque não ? Uma ideia que cada vez mais é pensada e que seria melhor que o alargamento das balizas.

Paulo : Queres queiras quer não Cristiano Ronaldo já faz parte da legenda da história do futebol . Quer se goste ou não. E não há muitos. O meu preferido é DadaMaravilha ( o homem helicoptero ).

Nuno


PortoMaravilha a 6 de Julho de 2010 às 22:53
I thank you for giving such good information on this matter and I think it will be helpful for the investor.
k5 kingsing a 10 de Junho de 2014 às 05:27

foto perfil.jpg

pauloc.jeronimo@gmail.com

pesquisar
 
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D

2016:

 J F M A M J J A S O N D

2015:

 J F M A M J J A S O N D

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

Controle de invasão ET
comentários recentes
Merci pour le partagehttp://boomlasers.alzawaia.co...
Hand ball is actually a nice game to watch. I firs...
Children are not good with lies. They doesnt know ...
Woww!!! I am glad you have shared this old picture...
Alors, dit-il,Au Revoir ! , dit-elle. Alexandre O'...
Jovem, apesoado, dotado, submisso, procura homem d...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
.