Sim, é Português. Sim, também/talvez se possa dizer que é um bocado de Portugal que se está a prestagiar. Sim, já me deu das maiores, e das melhores alegrias que um adepto de futebol pode ter, e saborear. Obrigado.

 

Mas não tem como maquilhar: o que lhe excede em talento falta-lhe em sobriedade. Tem o mérito (e os deméritos) que tem.

O excesso de vaidade, a arrogância sempre a "babejar", et voilá, o antí-jogo: praticamente a única forma  que apresenta e que o põe a ganhar... não percebo a coerência de tanta rebanhada para o idolatrar.

Quer dizer, ou se calhar percebo. Idolatrar a ANTíTESE do futebol, antes de ser coisa de adepto do jogo, deve ser mais o "esfrega-esfrega" dos mass-média, para orgasmos em bacanais cada vez mais bacocos e nacionais.

O quê de mais suculento e apetecível pode o colesterol das audiências nos mass-média pedir? Nada como um bom e excelente intervalo publicitário entre as conquistas do MaiÓre dos clubes no mundo e o arranque da Selecção das Quinas elevada a níveis dos Tonys Carreiras, das Sagres e bifanas. Parabéns Mourinho!

E até qualquer dia, aquele em que vais ensinar ao País qual a (tua) única forma de Portugal ganhar um Europeu ou um Mundial: Pode ser com um igual, vaidoso e arrogante CR, mas a 10km/h, (há que o poupar). Com o anti-jogo do custume, ciencia exacta que dominas como ningém, à italiana, ou porque não? - também à da Grécia 2004, que com o mesmo estilo de "futebol-coito-interrompido" tanto se queixou e desculpou a mesma "rebanhada" de Portugal...

 

PS: Dizem que o Primeiro Ministro tenta ou precisa de manipular a comunicação social... Tá tudo doido!

Atão se o "Quarto Poder" cumpre o seu papel  no   dar de "papas e bolos" tão bem, por iniciativa própria, e de borla... o PM esfrega as mãos e agradece.

PC

por MrCosmos | link do post
Comparar Mourinho a Cristiano Ronaldo é quase um sacrilégio.

Mourinho só é conhecido por quem gosta de futebol , já Cristiano Ronaldo ... é o mundo a dez ou vinte à hora e tanto faz. Ele há lá homem mais bonito ?

Uma realidade que os homens Portugueses , intoxicados por pretensos símbolos cabalísticos , 4-3-3 , 4-2-4 e por aí fora, não sabem ler. Ou se calhar têm ciúmes.

E se Cristiano Ronaldo incarnasse a bisexualidade ? Esta que tanto é esquecida no debate entre heteros e homos.

Após o jogo fiquei a pensar se é a equipa quem faz Mourinho ou se é Mourinho quem faz a equipa.

Foram dois golos de génio que deram a vitória ao Inter. Diga-se aliás que o Inter teve mais oportunidades que o Bayern.

Como também no Porto houve um mágico que muito o ajudou.

Também é interessante verificar que com um clube sem histórial (Chelsea) Mourinho nada ganhou internacionalmente.

Qual coito qual quê ! A defesa sempre foi o melhor ataque . Regra nº1 de qualquer Xadrezista

Antí tese do futebol ? Mas o objectivo primeiro não é não sofrer golos ?

Arrogante foi o treinador do Bayern, afirmando que é mais fácil defender que atacar. Mentira total ! É muito mais cansativo saber defender.

Não é Brasil quem quer : Lembro a estrondosa vitória do Brasil sobre a Italia ( 4-1 ) , com esta totalmente à defesa, numa final do campeonato do mundo.

A Copa do Mundo é nossa,
Os Brasileiros não há,
não há quem possa,
É pôr no samba,
É pôr no couro

Só falta a música ! Lol !

Não deixa também de ser curioso que durante o jogo , transmitido pela tf1, houvesse uma pergunta , com tiragem à sorte entre as boas respostas: Ei-la:Mourinho ganhou a Champions com o Porto com o Chelsea ?

Para quem pensa que o Porto é um clube desconhecido ou provinciano eis um desmentido categórico. Todos os 5 minutos a Francofonia pelo mundo fora ouvia a palavra Porto.

Nuno
PortoMaravilha a 23 de Maio de 2010 às 22:18
Pronto, ok, corrijo:Mourinho pratica "A Antítese do futebol espectáculo"...
Ele, a sua personalidade, é que faz o espectáculo, ele tem de brilhar mais do que seus jogadores, não sabe viver em campo doutra maneira, ele tem de se sentir especial, a menos disso será que sobreviveria? Tenho minhas dúvidas.
O Maior dos méritos, de José Mourinho É SABER GERIR e VENDER a SUA IMAGEM!

O futebol de Mourinho é um futebol basicamente de banco, e não de campo. Basta mourinho "o estraga-fodas" :-) e um bom jogador, ou dois, que resolvam jogos. Não gosto deste futebol, e espero que este estilo (legitimo) nunca vingue.
Mourinho em portugal queixava-se de lhe montarem autocarros a frente da baliza. Cajuda (Salvo erro no Guimarães) um dia respondeu-lhe a altura quando o acusou disso. (Com uma eqipa como a dele (FC Porto) eu também jogava doutra maneira.
Mas Mourinho tem a mesma filosofia de jogo, e porta-se como os pequenos do futebol, quando joga pelo mundo. Eliminar o Barcelona? Só há uma hipótese: Montar autocarro e esperar pela sorte, e "a sorte protege os audazes" : O Lema da GNR portuguesa também se aplica a Mourinho.

Futebol moderno tem "xadrez", certo! e concordo. Mas quanto a mim, e a muito público - penso eu - morre se o transformarem num "jogo de tabuleiro de mesa".
Xadrez é dos meus jogos, e passatempos de infância preferidos. Só entrei em 1 dos muitos torneios organizados de futebol na fase escolar (eu era mais basket :-), Mas nunca perdi e sempre participei em todos os muitos torneios de xadrez que se fizeram na Secundária. Adoro estratégia.

E por isso, enquanto espectador, e precisamente pelo contrário, adoro o futebol: pela sua simplicidade. Meia dúzia de regras e pouco mais de quatro linhas são suficientes para um dos maiores e mais populares dos espectáculos.
Portanto, futebol é muito mais que estratégia, na sua essência. Não é o futebol tipo Mourinho que nos faz pagar bilhetes, é o futebol espectáculo!
E não basta ganhar a qualquer custo. Olha o Benfica de Jesus, e as suas bancadas. Olha o Porto de Adrianse (Gostava mais deste ultimo estilo de treinador para suceder Jesualdo, do que gostava de um novo Mourinho que tanta alegria nos deu, aos portistas.)

Certo, Adrianse tinha um estilo de futebol, todo virado para o risco e ataque, suicida na Champions league, como se viu: eliminado na fase de grupos,Amargo de boca...
Sem qualquer preparação e maturidade da equipa para jogar assim e perante os mais letais avançados do mundo...
Mas era emocionante na liga PT... o campeonato, com a equipa em construção e neste estilo, foi disputado até as últimas jornadas (a par com o Sporting) e ganhou-se, o 1º titulo do Tetra que Jesualdo com seu conservadorismo viria completar. De resto, concorde-se ou não, é preciso tomates para jogar só (!) com 3 defesas e apostar em miudos, potencias craques, como Adrianse fez. Pouco racional? Talvez.
São Quaresmas, são Di Marias, são Falcao, São Lisandros, São inclusive, Luchos (os estrategas nas transições do jogo) que nos fazem comprar, e pagar a preço de Ouro, bilhetes para futebol. Seja aqui, seja na Inglaterra, seja em Espanha. São o futebol de Barcelonas, ou de Ronaldos, que chamam adeptos. Não serão tanto os Brunos Alves, Pepes, David Luiz, etc... por muito que gostemos de os ver jogar, e com todo o mérito que têm. Alias, Quando um Guarda-redes, ou a defesa é o homem do jogo, quanto a mim, algo está desvirtuado.

"Futebol com 4/5 golos, ou mais não é futebol, é um jogo de hóquei ou andebol."
Mourinho Dixit. Mais virgula, menos virgula do que cito de memória, Mourinho tem e vende esta filosofia de jogo.
Viva a Grécia Campeã Europeia de 2004!

MrCosmos a 24 de Maio de 2010 às 11:32
Valentim ou Pinto da Costa nunca lhe disseram para controlar o que Ricardo Costa (presidente da Comissão Disciplinar da Liga) andava a fazer?

A única pessoa que me falou do Ricardo Costa foi o Adelino Caldeira, vice-presidente do FC Porto, a 3 de Setembro de 2008 num almoço no restaurante Lusíadas, em Matosinhos. Ele foi clarinho e apreciei a frontalidade. Disse-me: ‘Meu caro, ou você corre com o Ricardo Costa e tem a vida facilitada ou vamos fazer-lhe a vida negra’. Certo é que não mudei a orientação de total autonomia que dei desde o início à Comissão Disciplinar. Desde esse dia que percebi que me iam fazer a vida negra e fizeram.

Por que queria o Porto afastar Ricardo Costa?

Tem a ver com as decisões disciplinares do Apito Dourado, como é evidente. Mas, em nenhuma circunstância, o presidente da Liga podia destituir este ou aquele. O Filipe Soares Franco, presidente do Sporting, também várias vezes sugeriu que eu substituísse o Vítor Pereira – que é a pessoa que mais percebe de arbitragem em Portugal. Não sei se o futebol português está preparado para a autonomia que eu decidi. Porque o presidente da Liga é fustigado por todos (por dirigentes, por especialistas de tudo e coisa nenhuma, por comentadores de segunda e terça-feira) sobre matérias sobre as quais não tem a mínima responsabilidade.

O que aconteceu depois dessa conversa com o Adelino Caldeira?

Essa conversa foi tida num registo de grande urbanidade. Mas a partir desse momento aconteceram coisas absolutamente artificiais como a novela da entrega do troféu de campeão que levou o Porto a escrever uma carta ao secretário de Estado do Desporto a fazer queixa da Liga. O barulho que fizeram! Quando se sabe que esteve marcada a cerimónia – combinada por Óscar Fernandes, funcionário da Liga, que tratou tudo com o FC Porto – e que essa entrega não foi feita porque Pinto da Costa tinha casamento marcado com a senhora Filomena. Obviamente, se o presidente do Porto não estava presente, a Liga não ia fazer essa entrega. E Tiago Craveiro, secretário-geral da Liga, várias vezes falou com Antero Henriques (director do FC Porto) para tentar marcar uma data para a entrega do troféu, mas nunca havia disponibilidade. Criou-se a ideia de que a Liga não queria entregar o troféu ao Porto – isto cabe na cabeça de alguém?

Quando entregou a taça, deve ter ouvido a maior assobiadela na sua vida.

Depois de toda a intoxicação que foi feita, não esperava outra coisa. Recordo-me de que os funcionários do Porto foram de uma correcção extraordinária. Mas lembro-me também que, quando saí da sala para entregar o troféu, ouvi um diligente funcionário do Porto a dizer: ‘Desliguem a musica! Desliguem a musica!’. Era para se ouvirem melhor os assobios. Nunca vi entregar um troféu sem música. Foi original. Foi claramente uma história montada para criar problemas e desgaste, para fazer com que eu não fosse entregar o troféu. Para depois me acusarem de lá não ter ido. As pessoas conheciam-me mal.

Quando foram conhecidas as decisões da Comissão Disciplinar sobre o Apito Dourado alguma vez sentiu a sua segurança ou da sua família em causa?

São matérias sobre as quais não gosto de me pronunciar. São coisas do foro pessoal. Apenas quero dizer que nunca tive segurança pessoal.

Esta época a Liga voltou a ser acusada pelo Porto de beneficiar o Benfica com a suspensão do Hulk e do Sapunaru. Passou a ser um inimigo do Porto?

Não sou inimigo de ninguém. A partir do momento em que o presidente do FC Porto me deixa de mão estendida numa tribuna num jogo no Estádio do Algarve entre o Porto e o Sporting, é evidente que as relações pessoais não podiam ficar da mesma forma. A falta de educação fica com quem não retribui um cumprimento. Mas essa circunstância em nada criou dificuldades no relacionamento institucional entre a Liga e o Porto. Alias, o clube participou activamente e de forma construtiva em todas as reuniões de trabalho. Uma coisa é a relação Hermínio Loureiro/Jorge Nuno Pinto da Costa; outra coisa é a relação Liga/ FC Porto. Em circunstância alguma o Porto podia ser penalizado.

CONTi
Gil Garcia a 24 de Maio de 2010 às 14:19
Demitiu-se em Março, quando o Conselho de Justiça decidiu reduzir a suspensão aplicada pela Liga a Hulk e a Sapunaru. Não acha que acabou por dar razão a quem o queria ver pelas costas?

Assumi as minhas responsabilidades. Não sendo jurista, entendi como uma enormidade a desproporção dos castigos aplicados aos jogadores Hulk e Sapunaru pela Comissão Disciplinar e pelo Conselho de Justiça. Não podemos confundir três jogos com quatro meses. Não estou aqui a dizer quem é que decidiu melhor. Deveria ter havido mais cuidado, porque a desproporção das decisões coloca em causa o trabalho de credibilização do futebol. Era preciso alguém tomar uma atitude.

A sua demissão foi um murro na mesa?
Foi um grito de revolta.

Não era mais lógico demitir-se Ricardo Costa?
Não. Se alguém tinha que se demitir, era eu. Nesse dia almocei com Pedro Passos Coelho na Mealhada e ia para Vagos para uma acção de campanha interna para a liderança do PSD. Sabe quem é que me ligou a dar nota da decisão do Conselho de Justiça?

Quem?

Não imagina. Foi Jorge Nuno Pinto da Costa. Fez questão de ligar-me para dizer qual tinha sido a decisão do Conselho de Justiça. Esta é a parte que posso contar desse telefonema.

Depois de o deixar de mão estendida, ligou-lhe para lhe comunicar a sua vitória no Conselho de Justiça. Você ainda não sabia de nada?

Não. A decisão deveria ter sido tornada pública naquele preciso momento. Não estou com isto a dizer que o presidente do Porto tivesse tido acesso a inside information. Estava dentro do carro, e recebi um telefonema de um número que não tinha gravado. Atendi e ouvi: ‘Daqui fala Jorge Nuno Pinto da Costa, presidente do FC Porto’. E transmitiu-me a decisão do Conselho de Justiça e depois disse-me um conjunto de coisas que não posso tornar públicas.

Porquê? Não são reproduzíveis?

Não posso, não devo. Sei o que é publicável e transmissível, e o que não é. A partir desse momento, procurei confirmar a informação, pois havia muita contra-informação a circular – a RTP chegou a noticiar uma coisa à hora de almoço que não se veio a confirmar. Mais tarde, o secretário-geral da Liga de Clubes confirmou-me a decisão. Perante esta situação, ponderei sozinho algumas horas e decidi renunciar ao cargo de presidente da Liga de Clubes. Informei os meus colaboradores e solicitei a todos os titulares de cargos nos órgãos da Liga que se mantivessem em funções para manter a normalidade.

luis.rosa@sol.pt


Gil Garcia a 24 de Maio de 2010 às 14:23
Hermínio Loureiro
'Fizeram-me a vida negra'
Por Luís Rosa
Em entrevista ao SOL, o antigo presidente da Liga de Clubes conta as pressões que sofreu enquanto esteve à frente do organismo que tutela o futebol profissional




Desculpa MOURINHO...
Bem sei que um post sobre ti não merecia dar a conhecer esta entrevista
Gil Garcia a 24 de Maio de 2010 às 14:58
Olha lá companheiro, e se te deixa-ses de bitaites tipo os do Mr ;-) e disponibiliza-ses um link com essa entrevista?

Também queria lê-la, já agora... Obrigado pela novidade, conta mais!

Companheiro,
desculpa lá.

Só tinha aberto, a partir do mail de aviso de novo post, e só tinha lido apenas o teu 3º e ultimo comentário.

Então a entrevista tá toda aí?
Fizeste bem em publica-la aqui!

Ia-te alongar mais este comentário, mas poupo-me, para alongar a questão que suscitas num novo post.

A "politica" e abordagem de assuntos futebol por aqui, e de à algum tempo a esta parte, foram repensados, na vertente de: será que valia a pena?

Explicarei melhor, mas se ainda não deste por ela, repara na etiqueta de arquivo que temos, que originalmente chamava-se apenas e só "futebol" e hoje "ou" de há alguns meses, é: "futebol: uma arena de morte?" podes clicar nela aqui: http://cosmeticas.org/tag/futebol:+uma+arena+de+morte%3F
PS: alias, sobre refletir o tema futebol aqui no cosmeticas, não leste este meu texto? http://cosmeticas.org/70247.html
MrCosmos a 24 de Maio de 2010 às 16:39
Obrigado pela entrevista que não conhecia.


Nuno

foto perfil.jpg

pauloc.jeronimo@gmail.com

pesquisar
 
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D

2016:

 J F M A M J J A S O N D

2015:

 J F M A M J J A S O N D

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

Controle de invasão ET
comentários recentes
Merci pour le partagehttp://boomlasers.alzawaia.co...
Hand ball is actually a nice game to watch. I firs...
Children are not good with lies. They doesnt know ...
Woww!!! I am glad you have shared this old picture...
Alors, dit-il,Au Revoir ! , dit-elle. Alexandre O'...
Jovem, apesoado, dotado, submisso, procura homem d...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
.