...há uma máxima qualquer na industria de TV e Audiovisuais mais ou menos assim, como o tema acima. E há de facto pouco para inventar. Fosse cliché numa cena de filme , seja baseado no enredo dum livro, um formato de programa ou concurso adaptado para tantos idiomas, culturas, países... é nisso que reside a arte dos audiovisuais: no "pouco se inventa", nada se cria, "tudo se copia".

 

Parece tal admissão pouco abonatória? Diria que nem por isso. Nesta "máxima" há simbologia, temos metáfora.

Tomemos por exemplo o expoente máximo audiovisual, o Cinema. A Sétima Arte passa a ser reconhecida enquanto tal, muito pela grande disponibilidade aliada a habilidade do saber olhar, interpretar, e então, naquele formato, o da 7ª, saber imprimir as outras e demais Artes: Literatura, Música, Teatro, Fotografia, Dança (ritmo), Escultura/Plástica (nas formas, objectos, luz, profundidade, no 2 ou 3D) etc... todas estas e outras artes, são os ingredientes e nelas reside o grosso da criatividade. A indústria do cinema, basicamente é uma mega-cozinha. Cabe-lhe o papel de pegar nos ingredientes, seguir "a receita",  e enquanto tal, há muitos cozinheiros a fazem-no com o grande mérito de Arte. Hallelujah!

 

Voltemos à TV. Diga-se que a função da tela, ou ecrã, se quiserem, basicamente é mostrar. Dai dispensar-se tantas vezes de criar ou inventar, basicamente, habituaram-se a copiar, a seguirem as "receitas d'avó" de comprovado sucesso popular, e que de antemão sabe-se: resultam. A dificuldade reside no não desvirtuar, dar na quantidade certa para não enjoar.

Conhecem *este videoclip* (link) ? Então agora comparem-no lá com esta versão portuguesa, made in Sic Radical, e depois digam lá se a "máxima em epígrafe" tem ou não toda a razão de ser, e se não é disso que o publico alvo quer ver... Faz-te a vida, se já confirmaste o link atrás, agora pica o play.

 

 

PC Jerónimo da Silva

por MrCosmos | link do post
Não conhecia nem o Rui Unas nem a Diana Piedade.

Lá fiz umas pesquisas e lá fiquei a saber. O que parece querer ser uma paródia é um trabalho muito mal feito. Que falta de ligeireza nos movimentos e não quero ser mais crítico. Não faz uma paródia quem quer.

É que a paródia é uma arte. No fundo a dialectica entre a sátira e a ironia.

Eu acho que tens razão : Só que eu diria que tudo se re-cria. Se pensarmos na literatura, a única arte a empregar o seu suporte como critica , a palavra, tudo é palimpseste.

N Frye teorico canadiano expressa bem que toda a literatura mundial assenta numa re-criação ou re-escrita dos sete pecados capitais.

Sem querer ser formalista, penso que o trabalho sobre a forma é determinante.

No fundo ( excluindo a ideia do nascimento do amor burguês ) Romeu e Julieta é uma história banal. Já não o são as réplicas ou o tal trabalho sobre a forma.

Nuno
PortoMaravilha a 14 de Maio de 2010 às 20:39
Nuno,
Apenas dar-te alguns dados que certamente não tens, relativamente a "paródia" aí do R. Unas e Diana.
O Canal em questão "Sic Radical", é um canal por cabo, cujo publico alvo terá (digo eu) um "target" dos 14 - 24 anos (+/-) , o que lhes confere uma projecção relacionada, e sim, inclusive os programas de produção própria como este pequeno exemplo em post (passam muitos programas importados) , têm lá a suas limitações.

Não estou a publicitar nem a defender o canal ;-) , não me dão comissão!
Mas o meu grau de exigência para com este e alguns outros canais não é assim tão alto, e apesar de serem incluídos em pacotes pagos, numa comparação geral... acho que escapam. Pelo menos apresentam algo de diferente e mais variado ao público, ao contrário do "mais do mesmo" nos canais abertos públicos ou privados...

Sobre o tema em concreto, acho que resumes muito bem: "tudo se re-cria".
MrCosmos a 16 de Maio de 2010 às 16:54
Awesome information. Of course it has given me many things to consider as I update my website too. I appreciate it as that is great for me.
w1 pipo a 10 de Junho de 2014 às 07:11

foto perfil.jpg

pauloc.jeronimo@gmail.com

pesquisar
 
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D

2016:

 J F M A M J J A S O N D

2015:

 J F M A M J J A S O N D

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

Controle de invasão ET
comentários recentes
Merci pour le partagehttp://boomlasers.alzawaia.co...
Hand ball is actually a nice game to watch. I firs...
Children are not good with lies. They doesnt know ...
Woww!!! I am glad you have shared this old picture...
Alors, dit-il,Au Revoir ! , dit-elle. Alexandre O'...
Jovem, apesoado, dotado, submisso, procura homem d...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
.