Les footballeurs ne s'intéressent qu'à trois choses:

les fringues , l' alcool , et la taille de leur pénis «

 

Karren Brady a été la première femme à diriger un club de la " Premier League " .

Elle a imposé ses méthodes à Birmingham puis à West Ham . Ses déclarations sont lapidaires et sensacionalistes.

En 1995 , elle épouse Paul Peschisolido, un international canadien , avant de le transférer à deux reprises  pour renflouer les caisses du club pour 600 000 livres.

Ce post doit être lu comme la suite de: Sea The Stars: Un Homme humble .

Source : Texte et photo : " So Foot " , Mars 2010

Nuno

 

 

Karren Brady foi a primeira mulher a dirigir um clube da " Premier League ".

Quer a Birmingham e depois a West Ham , Karren Brady impõe-se pelas suas declarações lapidárias e sensacionalistas.

Em 1995 , Karren Brady casa com um internacional Canadiano ( Paul Peschisolido ) , antes de o transferir , por duas vezes , para encher o cofre do clube, por 600 000 livras .

 

Este post deve ser lido como a continuação de: Sea The Stars: Um Homem humilde .

Fonte : Texto e foto : " So Foot " , Março 2010

Nuno

por PortoMaravilha | link do post
música: Futebol: uma Arena de Morte? [3]
Muitas vezes há quem não me compreenda o porque eu ser tão céptico em relação, p. ex. a Cristiano Ronaldo, podia citar outros, mas este é de facto ainda "o jogador" Português do momento, e merecidamente grande parte das vezes, quando a aspectos técnico/tácticos.

Mas sou-lhe céptico, enquanto futebolista, por muito humilde que tenham sido as suas origens, e ter tido a auto disciplina que ajudou a ser o que é, acaba-me por borrar a escrita toda por , nem sequer quando cumpre os 90 minutos de jogo em campo, deixa de apresentar essa imagem de futebolista tão bem descrita por Karren Brady .

Depois as claques entoam, :
"Joguem à bola, Palhaços Joguem à bola..."

Que exemplos se deixam?
Os putos de hoje sonham vir a ser um CR "Artista da bola" ou um CR "ESTRELA/VEDETA" da bola?

São Metro sexuais a mais a gravitarem nos campos do futebol.
A realidade é essa... Se Paris têm um Clube com uma equipa composta exclusivamente po jogadores assumidos homossexuais, disfarçadamente o que é comum e banal encontrar-se cada vez mais numa partida de futebol, são 25 Metro sexuais em campo, 22 jogadores, e 3 árbitros, preocupados com os melhores ângulos e perfis para as câmaras de televisão... que não se note a falta de depilação, a compor a bandelete, etc e tal...
Passe o exagero, para lá se caminha, não ?!
MrCosmos a 6 de Abril de 2010 às 21:34
Eu acho que pelo contrário Cristiano Ronaldo assumiu -se muito bem. Soube conjugar o seu talento com a sua imagem . Poucos souberam fazê-lo : Best e um grande jogador Belga dos anos 70 ( cujo nome me agora escapa ) . Só que estes cairam depois pelo alcóol . Não parece ser por agora o caso de Cristiano Ronaldo.

Não deixa de ter piada que as claques de rugbi não insultam nem jogadores nem árbitros.

Quanto aos meninos : Talvez lhes seja melhor explicar que é mais difícil ser jogador de futebol do top , que ser um bom carpinteiro , um bom electricista, um bom médico, etc .

Nuno

George Best (?)

Nuno, em minha "modesta opinião", temos demasiadas "Prima Donnas" a actuar nos campos de futebol. Dai que tenha achado interessantissimo este post e frazes "lapidares" de Karren Brady , que desconhecia.
Queres exemplos dos 3 grandes Portugueses?

- FC PORTO: Belushi (parece que joga de sapato Alto, tacão de agulha, é uma critica que lhe é feita pelos adeptos com muita frequência, e quanto a mim com razão.)
- SPORTING CP: M. Veloso (inconstante, entre o mundo da moda, futebol, ou qual o melhor penteadinho, mas já foi pior)
- SL BENFICA : Nuno Gomes (?) O capitão hoje evidencia-se pouco, pois ocupa regra geral desde à uns anos o lugar de suplente.


O pá, irritam-me! Que que queres? :-)
Tenho de dar a mão à palmatoria, quanto ao CR, pois de facto, achando eu, que é o maniento de sempre, mesmo em campo, a realidade é que CR não deixa tal interferir com a sua qualidade de jogo! Já me deu mais alegrias que qualquer um dos outros citados (o que é absurdamente incomparável, enquanto jogadores) e bom, se calhar a culpa da imagens Cor de Rosa que demonstra, nem é tanto dele , mas sim dos papparazi e revistas do género.

Com uma imagem mais era capaz de gahnar ainda mais fãs! :-))))))))
Eu também desconhecia totalmente K .Brady . Por isso é que gosto de ler a revista "So Foot " que apresenta um outro aspecto do futebol . Esta revista é cada vez mais popular e acho que deve pôr os cabelos em pé aos jornalistas do diário "L'Equipe " que ainda tem uma visão do futebol fora do mundo do espectáculo.

Sim , estava-me a referir a G. Best , o último dos Beatles ( entre aspas ) . Foi um jogador que começou a pensar o futebol não só como jogo , mas também como espectáculo mais amplo que o próprio jogo. Penso que Best deve ter irritado muitas vezes imensos adeptos quando , após fintar o adversário voltava para trás para o fintar de novo ( nem sempre com sucesso ).

Cristiano Ronaldo , além de ser um futebolista fora de série , é também já mais que futebol. Elton John não lhe dedicou uma canção ? Conheço pessoas de ambos os sexos que não gostam de futebol , mas que gostam de ver jogar C. Ronaldo ( não estou a gozar )

C. Ronaldo é o primeiro jogador mítico Português. Ou melhor dizendo , aquele que também existe fora das quatro linhas do campo.

No teu post "nem só de bola ... " que bem gostei , escreves que em Portugal não há jornais desportivos , mas bulhetins desportivos. Ora , talvez faça falta uma revista do tipo "So Foot " . Quando o Real Madrid compra C. Ronaldo não é só porque é um fora de série , mas também porque é uma imagem que vai além do futebol . Mas posso estar enganado.

Nuno
Reacendendo então o tema (... a propósito tb do post: http://cosmeticas.org/71992.html ) Não se trata de um quebra cabeças, mas, para compreender melhor este comentário, será necessário começar por ler desde o inicio em cima

M. Sousa Tavares In Jornal A Bola, 13/04/2010:

"1. Lionel Messi é o futebol resgatado do seu lado submerso e mesquinho. Quando o vejo jogar, compreendo como tudo o resto é estúpido e quase me envergonho de perder ainda tempo a discutir túneis e árbitros com quem vê no futebol quase só uma guerra tribal e uma escola de ódios organizados. Messi tem cara de miúdo, envergonhado pelo seu génio e quase pedindo desculpa por ter de enver- gonhar os seus colegas de profissão, lá em baixo no relvado, onde ele faz com uma bola nos pés e à vista do mundo o que nós fazemos em sonhos ou imaginamos que será possível fazer. Lá, no alto da bancada, estão os figurões da bola, os que compram clubes como poderiam comprar cavalos de corrida ou iates de trinta metros, os que dirigem os clubes como coisa sua, explorando em benefício próprio a paixão dos adeptos ou o talento de jovens como Lionel Messi. De vez em quando, as câmaras de televisão desviam-se do relvado e de Messi e focam-se lá em cima, no que chamam a «bancada presidencial», onde os figurões se fazem tratar por «presidente» e olham de cima, como se fossem Césares contemplando os seus gladiadores.
Gosto do jeito de miúdo envergonhado deste deus dos estádios. Ele não tem tatuagens, nem brincos, nem exibe os peitorais para as câmaras, não discute com os árbitros em atitude de vedeta, não finge faltas que não sofre, mesmo quando as sofre, e não protesta, mesmo quando um caceteiro brutal como o Xabi Alonso tenta arrumá-lo do jogo à porrada. Nas férias, ele não é «flagrado» com «miúdas de programa», contratadas pelo seu agente de imprensa para prolongar a sua aura fora do estádio. Ninguém sabe como vive e o que faz quando não está a fazer o que interessa e o que nos deslumbra, que é a jogar futebol. E em nenhum momento, Messi se acha superior ao Barcelona, que o revelou ao mundo, ou se esquece da responsabilidade social, cultural, histórica, de representar a cidade de Barcelona e a Catalunha: esse foi o erro de apreciação de Luís Figo. Jamais veremos Messi a ser alvejado com moedas ou cabeças de porco. Ele não joga por dinheiro, joga porque recebeu um mandato divino para o fazer.

Na terça-feira, Lionel Messi destroçou o Arsenal, num jogo de futebol que quem viu nunca esquecerá; no sábado, abriu caminho à lição de futebol que o Barcelona de Guardiola — provavelmente a melhor equipa que jamais existiu — foi dar a Chamartín, reduzindo a pó a soberba de um exército de vedetas comprado a peso de milhões, mas onde faltam exuberantemente a humildade, o profissionalismo e a generosidade. O olhar triste de Iker Casillas, o capitão do Real Madrid, no final do jogo, dizia tudo: ele percebeu que os milhões gastos a comprar os colegas que jogam à sua frente não tinham feito do Real uma equipa, no verdadeiro sentido da palavra. É por isso que eu gosto tanto de ver os grandes, como o Real, ou o Manchester, ou o Milan, a perder. Para tentar acreditar que o dinheiro não faz toda a diferença."
MrCosmos a 14 de Abril de 2010 às 11:39

foto perfil.jpg

pauloc.jeronimo@gmail.com

pesquisar
 
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D

2016:

 J F M A M J J A S O N D

2015:

 J F M A M J J A S O N D

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

Controle de invasão ET
comentários recentes
Merci pour le partagehttp://boomlasers.alzawaia.co...
Hand ball is actually a nice game to watch. I firs...
Children are not good with lies. They doesnt know ...
Woww!!! I am glad you have shared this old picture...
Alors, dit-il,Au Revoir ! , dit-elle. Alexandre O'...
Jovem, apesoado, dotado, submisso, procura homem d...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
.