Le premier ministre portugais a donné une longue interview au quotidien Libération.fr , en date du mercredi 3 fev de l'année en cours  ( p.15 ) .

José Sócrates défend la situation financière de son pays :

"Il est extraordinaire que les agences de notation critiquent les gouvernements pour avoir dépensé l'argent qui a permis de sauver le système financier  ! "

L'entretien sous la conduite de Jean Quatremer peut être consulté dans son intégralité dans le blog Coulisses de Bruxelles, UE de Jean Quatremer , un blog de Libération.fr .

Nuno


 

 

 

 

O primeiro ministro Português  deu uma importante entrevista ao diário Libération , en data do dia 3 de Fevereiro do ano em curso ( p.15 ) .

José Sócrates defende a situação financeira do seu país :

" É extraordinário que as agências de notação critiquem os governos por estes terem gasto o dinheiro que permitiu salvar o sistema financeiro ! "

 

A entrevista completa pode ser lida num num blog do Libération.fr , Coulisses de Bruxelles, UE de Jean Quatremer.

Nuno

por PortoMaravilha | link do post
A entrevista a Sócrates insere-se num contexto de duas páginas ( 14 e 15 ) publicadas pelo libé de 3 de Fev e redigidas por Jean Quatremer.

Na página 14, Quatremer expõe a ideia que as agências de notação mandam no sol e na chuva nos mercados financeiros.

Lembra , nesta página , que a imprensa anglo saxónica, com seu trocadilho piigs ( que vem de porco - pigs em Inglês ) qualificou de maus alunos : Portugal, Irlanda , Itália , Grécia e Itália.

Na página 15 , apresenta a entrevista a Sócrates. É esta entevista que editará no seu excelente blog que, por vezes , ultrapassa os 400 comentários por artigo-dia

Penso, visto a configuração das páginas 14 e 15 , que Quatremer tentou mostrar quanto concordava com a citação de Sócrates que dá título ao post do seu blog.

O cabeçalho do artigo é " Uma divída que deve ser controlada " . A foto ilustrativa representa o ministério das finanças Grego.

No sub cabeçalho aparece : Portugal um país que preocupa.

Ora com os seus gráficos , ( reproduzidos no post em cima ) Quatremer mostra bem que existem diferenças abismais entre a dívida grega e portuguesa.

No texto da pag 14 , Quatremer fala de "peninsule lusitaniene". Porquê este termo ?

Vários comentadores no blog lhe farão a pergunta. Lendo, entre as linhas , as não respostas de Quatremer deixam pensar que concorda com a afirmação de Sócrates , quanto a poder corrosivo das agencias de notação.

E talvez por estar consciente que existe um ataque em regra com o euro, Quatremer preferiu falar de "peninsule lusitanienne" . Talvez tivesse tido razão : Hoje os média fr só falaram da eventualidade duma saída da Espanha do euro.

Quem ganha com um euro fraco ? O país exportador que é a Alemanha.

Dum ponto de vista antropólogico ( ouf , aqui estou mais à vontade ) , não deixa de ser curioso que os cinco porcos sejam países católicos ( falta a Grécia que é ortodoxa, mas não é protestante ) . Isto foi lembrado por um comentador no blog de Quatremer. Achei pertinente !

Seria um outro debate sobre o porquê da acumulação de riquezas nas colónias americanas de língua inglesa e o esbanjamento de dinheiro nas colónias americanas latinas.

Mais interessante é quando um comentador lhe pergunta porque não levantou ( a Socrates ) porque ter votado Barroso. Aí Quatremer responde que já sabia a resposta : Por nacionalismo.

Talvez seja a nota discordante da entrevista e comentários no blog. ( lembro que o psd votou igual ) .

De qualquer modo, quer nos comentarios no blog quer nos comentarios no libe, os internautas defendem a presença de Portugal na ue e acusam as agencias de notação.

Mas também podemos pensar e mesmo muito que os fr se reconhecem na latinidade.

Para terminar : A ideia de libe ( um dos pioneiros ) de criar blogs que permitem aos jornalistas de expressar de forma mais ampla os seus artigos parece-me pertinente.

Vais à folha e depois vais ao blog. A folha manda para o blog e o blog para a folha , criando-se uma inter-actividade de leitura interessante.

Peço desculpa , se várias ideias não foram aprofundadas mas o tempo escasseia.

Nuno


PortoMaravilha a 5 de Fevereiro de 2010 às 20:52
Muito, muito bom post.

Quando Sócrates no alto de sua cátedra, diz aos portugues, que o alto defice, não foi descuido, foi propositado/permitido pelo governo, está muita da coisa dita.
Mas o que aqui nos trazes dito em França, compõe o ramalhete.
Bem como o que diz o ministro que anda ameaçar bater porta fora, das finanças, à CNN, é mais do mesmo. http://economico.sapo.pt/noticias/teixeira-dos-santos-a-cnn-os-mercados-estao-a-exagerar_80889.html

No passa nada! Normal, tudo normal.
MrCosmos a 5 de Fevereiro de 2010 às 22:08
Quanto a mim , o que é interessante é essa comparação entre os dados da dívida.

Portugal está na mediana dos países europeus. E Quatremer lembra isso muito bem.

Hoje à noite , nas rádios, a especulação e cenários futuros quanto a uma eventual saída da Espanha da zona euro , lembraram-me a imbecilidade humana.

Não podemos voltar pra trás .

Só o Burro mija pra tras , né ?

Nuno
PortoMaravilha a 5 de Fevereiro de 2010 às 23:16
A edição do libération de sábado e domingo ( 6 e 7 de fev ) tem um artigo muito interessante escrito por 3 jornalistas. Melhor dizendo, Libe não sendo um jornal sensacionalista, tem um artigo questionante e protege-se não citando, por agora, nomes. O título do artigo é "A especulação ataca a Europa pelo sul " .

O referido diário avança que um grande banco americano de investimento, tal como dois hedge fonds estariam por detras dos ataques contra a Grécia, Espanha e Portugal . ( esta página acho que pode ser lida em linha gratis ).

Já as seguintes são a pagar . Assim , Jean Charles Rochet , professor da S E de toulouse afirma : "As agências querem recuperar a reputação perdida ".

Melhor ainda : Guillaume Duval , redactor em chefe de "Alternatives Economiques " ( 5 de Fev ) tem um discurso muito interessante. As especulações levadas a cabo contra a Roménia ou a Hungria não podem ser comparadas às levadas contra a Espanha ... que faz parte da zona euro. Para este economista, esta crise fará avançar a integração europeia. Imagina-se mal a França ou a Alemanha a não defenderem o euro , zona da qual fazem parte.



Haveria muito mais a acrescenter .

Nuno
PortoMaravilha a 8 de Fevereiro de 2010 às 22:53

foto perfil.jpg

pauloc.jeronimo@gmail.com

pesquisar
 
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D

2016:

 J F M A M J J A S O N D

2015:

 J F M A M J J A S O N D

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

Controle de invasão ET
comentários recentes
Merci pour le partagehttp://boomlasers.alzawaia.co...
Hand ball is actually a nice game to watch. I firs...
Children are not good with lies. They doesnt know ...
Woww!!! I am glad you have shared this old picture...
Alors, dit-il,Au Revoir ! , dit-elle. Alexandre O'...
Jovem, apesoado, dotado, submisso, procura homem d...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
.