Fui convidado pelo MrCosmos a participar neste blog.

Foi com imenso gosto que aceitei. Penso que este blog é de grande qualidade.

Apresentarei temas ligados à Arte ( sim com maiúscula ) porque penso que a Arte é mais verdadeira que a vida. Penso que é a Arte quem faz a vida e não a vida quem faz a Arte.

Mas teremos tempo de conversar e de dialogar sobre esta asserção.

 

 

Quando penso em Arte , não penso forçosamente em grandes nomes ou glórias.

Lembro-me que o primeiro comentário que escrevi, na minha vida, foi numa revista de Banda Desenhada. A Banda Desenhada que, durante décadas, foi tratada de " histórias aos quadradinhos" ou de " livres de images" conseguiu entrar no Louvre. Foi este ano !  

Bela conquista. Esperemos que não se aburguese. Há que estar atento.

Quanto a mim, a Banda Desenhada, sendo de qualidade, aliando o discurso e o retrato feito "mão"  pode ainda dar a entender a imbricação entre a re-presentação , o discurso e o mundo.

 

Tal já não é o caso do vídeo ou da fotografia já que podemos modificar ou re-trabalhar até o infinito a re-presentação, quer do vídeo quer da fotografia.

O vídeo e a foto são anónimos. O traço de lápis é polegar e indicador !

 

Não é um azar se a cultura Japonesa se implantou na Europa graças aos "Manga". E não é um azar se os meninos Franceses optam, em grande número, pelo ensino do Japonês. Bandas Desenhadas, a preto e branco, que se lêem ao contrário.Alguns temas são fora de série. A fixação da re-presentação da realidade ( ou do imaginário)  pela  Banda Desenhada talvez nos lembre os primeiros desenhos simples ( ? )  dos nossos antepessados.

Quem visitou as grutas de Lascaux pode entender o que significa "uma história aos quadradinhos" ou um "livro de pedras em Imagens". Sei que as imagens de Foz de Coa, (muito infelizmente ainda não visitei) segundo amigos, são também uma Banda Desenhada fantástica em pedra.

Deixo o debate em aberto e uma pergunta : Quem já leu : "Huit Siècles d' Histoire ? ". A história de Portugal tratada pelos melhores desenhadores Belgas e Franceses. Foi na altura uma encomenda dum banco Português (anos 80 , salvo erro ). Bem melhor que calhamaços!

 

Oups : Deixei-me ir . Também escreverei a propósito de outros temas.

Mas darei especial relevo à Arte ( BD, Cinema, Literatura, Pintura, Música...). E sempre que possa tentarei mostrar a imbricação entre o todo desta nossa Aldeia Global. Creio que a Arte, destruindo imagens, as ideias que nos parecem convencionais, nos remete para um questionamento individual que nos ajuda a melhor nos compreender.

A Arte que, quanto a mim, não estando ao serviço duma causa, é Revolucionária. Porque quando a Arte está ao serviço duma causa é propaganda.

 

Ficou assim. Mas haveria tanto que escrever...

 E Viva o Porto !

por PortoMaravilha | link do post
@Portomaravilha :

Mas que excelente post, é o que se chama de entrada com o pé direito, no seu pleno!

Deixa-me, mais uma vez, e desta feita aqui neste já nosso "espaço" cosmético, mostrar a minha GRATIDÃO e ORGULHO, por teres apadrinhado e abraçado de imediato o convite que te enderecei. Mas que bela prenda de anos (26 Ago) com isso me deste!

Voltando ao teu primeiro post - e deixa que te diga que com o mesmo, elevaste a fasquia que imaginava para este "espaço" , e ainda bem, pois a vida (ou um blogue) sem desafios não tem pica - e neste teu post deixas uma visão que remete quer ao pretérito bem como ao futuro.

Banda Desenhada, também sou aficionado. Mas já fui mesmo fã! Devorei Mini-revistas, almanaques, super-almanaques (Os "calhaus" da Disney, bons velhos tempos), foi aí que conheci a maior parte dos super-hérois de sempre: Homem aranha, HULK (sem confussõess futebolísticas), Batmam ou... Asterix... uííí o Asterix...

Entre outros géneros, devorei todo o excelente spólio de Asterix que encontrei na biblioteca quando frequentei o secundário na decada de 90, boas gargalhadas interrompiam volta e meia o silencio que se queria naquele espaço...
Recordar as minhas primeiras leituras, é "ver-me a ler quadradinhos". É isso, e a faceta que tenho bem na memória, até por que a minha mãe nem me deixa esquecer... que era o de estar sentado à "retrete" (a portuguesa, não a francesa:-) e a ler de alta voz os rotulos e indicações dos detergentes..., ou nas viagens de carro a recitar o que via/lia nos nos outdoors e reclames dos edifícios.

Mas de facto, o fenómeno do interesse das crianças francesas pela literatura é sintomático. Penso estar certo ao afirmar que em Portugal não há essa cultura pela BD, nem pela leitura, em boa verdade se diga, se bem que nos últimos anos tem havido um esforço para incutir aos jovens em particular, e em idade escolar, habitos de leitura. No meu entender, cá, está-se a monesprezar (secalhar a desprezar) a BD. O Teu texto, p. ex. , fez-me retroceder e avivar na memória que de facto, o meu encontro com a BD deu-se em Espanha, para onde fui com 3 anos e regressei com 7, e pela mão do meu irmão 5 anos mais velho (ele esteve lá portanto ente os 8-12 anos) . As histórias que recordo ter lido e muito em voga lá nesses tempos, era as de "Mortadela e Salominho" Os agentes da T.I.A. Com a BD aprendi de facto a "ler" ou seja comecei a ssociar a imagem a um dialogo escrito, antes de passar a 2ª fase do gosto pela leitura, e que se dá no sentido inverso, associar a leitura a imagem/imaginário, é o que sucede quando lemos os típicos livros, sem gravuras, é é essa a riqueza e arte da leitura, estimular o imaginário. Não é por acaso que - entre outras coisas - se diz "somos o que vê-mos, os amigos que temos, os LIVROS que lê-mos..." A BD certamente terá influenciado em parte o modo como vejo as coisas e mundo.

Ooupss: esgoto breve os caracteres na caixa de comentários...
Concluo por referir a experiência já citada do meu irmão, que se no meu caso , a BD não só foi uma rampa de lançamento para a leitura, no caso dele foi principalmente o descobrir o dom do desenho. começou por cópiar os referidos desenhos de banda desenhada Espanhóis e descobriu um dom inato e jeito para o desenho, a caricatura mais em concreto, que praticou até o final da adolescência. Tenho do desafiar para voltar a essas lides...

Roger...
MrCosmos a 29 de Agosto de 2009 às 12:09
Assim conheces Mortadelo y Filemón.

Muitos Parabéns ! És o primeiro Português que conheço que conhece a dita BD.

Penso que esta BD se não fosse de língua Castelhana teria tido uma enorme saída mundial. Os trocadilhos nem sempre são fáceis de traduzir.

Roger...
PortoMaravilha a 29 de Agosto de 2009 às 20:01

foto perfil.jpg

pauloc.jeronimo@gmail.com

pesquisar
 
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D

2016:

 J F M A M J J A S O N D

2015:

 J F M A M J J A S O N D

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

Controle de invasão ET
comentários recentes
Merci pour le partagehttp://boomlasers.alzawaia.co...
Hand ball is actually a nice game to watch. I firs...
Children are not good with lies. They doesnt know ...
Woww!!! I am glad you have shared this old picture...
Alors, dit-il,Au Revoir ! , dit-elle. Alexandre O'...
Jovem, apesoado, dotado, submisso, procura homem d...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
.