Jovial!

 

Um filme que deveria constar de qualquer videoteca que se preze, entre os amantes ou simpatizantes cinéfilos.

 

O modo como "Le Fabuleux Destin d'Amélie Poulain" nos pinta  Paris, em tons vivos e alegres com cenários coloridos onde encaixa a protagonista Amelie (Audrey Tautou) de seu guarda roupa a condizer entre a vivacidade dos verdes e vermelhos, roça o estado de hino à grande tela.

 

 

Com o recurso, e bom abuso, de grandes planos, nomeadamente à cara laroca da protagonista e suas expressões tipo "boneca de porcelana" , Jean-Pierre Jeunet obtém este sucesso do cinema francês, ressuscitando inclusive de certo modo, uma moribunda cinemateca francesa, a qual já não me sentava no sofá por mais de 30 minutos desde as saudosas comédias de Louis de Funes (o meu "Vasco Santana" francês). Mas devo no entanto confessar minha forte ignorância por estes roteiros do cinema gaulês, pelo que mais não me alargarei.

 

Tudo isto aliado ao inebriante perfume da banda sonora  do filme (de Yann Tiersen) , são componentes que levariam a película a nomeação para cinco Óscares em 2002.

Nada menos importante esta referencia final ao toque musical de Yann Tiersen que lançam o mote ou embalam pelos vários estados de alma do filme, ou melhor, do espectador, entre a melancolia, a disputa, marcando o argumento pela tal jovialidade e a rotina do dia a dia. Para a história e sucesso das bandas sonoras ficam temas como La Valse D'Amelie  (no vídeo abaixo) , Le Moulin , Comptine D'un Autre Ete, La Dispute (ouvir aqui) .

 

Nos primeiros 15 minutos deste filme, Jean-Pierre Jeunet lança-nos numa narrativa alucinante que prende o espectador ao ecrã, de forma esplêndida, mas, é a partir de mais ou menos à meio do filme que aparece o grande "senão" que a crítica menos boa não perdoaria, a qual de resto me junto, quando o filme entra num marasmo total, enrolando-se em muito "mais do mesmo" , enquanto Amelie cumpre o seu fabuloso destino de ajudar os outros a encontrar alguma felicidade. Acho que exemplificativo deste "chove-não-molha" que quebra a expectativa empolgante inicialmente lançada, resume-se por exemplo no comentário final que ouvi do meu filho mais velho (16 anos) à poucos dias quando lhe apresentei o fabuloso destino:  "É pá, nem sei se gostei ou não..."

 

por MrCosmos | link do post
À primeira vista parece um filme qualquer . Mesmo provocando, uma americanada.

Não vi os links . Já os conheço.

Oba, oba !

Pessoalmente, não gosto muito do filme. Mas também é verdade que Paris dá cor a qualquer filme. Porque é uma cidade fabulosa pela sua "decoração".

E porque Paris continua a ser ainda hoje a capital cultural do nosso Mundo , conjuntamente com Nova Iorque.

A personagem central desempenha muito bem o seu papel. No fundo o filme assenta sobre ela .

Quanto ao resto concordo : É bof !

Mister : Não sabia que a cinemateca Francesa estava moribunda.

Tu achas que " Entre les Murs " ou "Le Prophete " são filmes moribundos ?

Para mim são filmes revolucionários porque levantam a questão : A ficção é mais forte que o documentário ?

De qualquer modo, visto o número produzido de filmes em França nunca a produção Francesa esteve tão bem . Tal como a criatividade.

E talvez a excepção Francesa , por só por si existir, tenha ajudado ao conhecimento de muitos outros.

Não sei se é verdade : Mas parece que Manoel de Oliveira é mais visto em França que em Portugal !

E Viva o Porto !







PortoMaravilha a 22 de Dezembro de 2009 às 21:13
@PortoMaravilha,

Pretenderei voltar ao tema, cinema luso e gaulês.
Sobre o "moribundo", atrevi-me a opinar, como disse, dentro da minha ignorancia, forte, suprema talvez. será mais um préconceito meu, provavelmente, que outra coisa... Tb gostos de largar o meu bitaite...

É que ja tentei, sem qualquer referencia, assistir a alguns títulos franceses, mas, aborreço-me de imediato. Eis aqui um campo que pretendo descubrir melhor. Certamente terei boas dicas, algumas já deixas nos teu comentário anterior. (Não os conheço) .

Tenho o cinema francês, no entanto, por ser desalinhado, e isso agrada-me. Talvez devido a uma necessidade de "gerrilha" cultural notória entre França vs EUA, que se nota tb no cinema. Quando conseguir trarei tb um exceto de um documentário sobre a evolução histórica do cinema, que tenho lá no disco rígido do meu gravador de sala, e onde toca tb sobre a irreverencia e algum romper de ética nas técnicas de montagem, introduzidas por um jovem realizador francês... a rever, pois valerá a pena. Logo conto.

PS: Paris estará para a cultura, como Madrid para a arte, e Lisboa para o que ?!
Outrora a estratégia mundial desenhou-se por aqui...
MrCosmos a 22 de Dezembro de 2009 às 21:32
Não sabia que Madrid existia artisticamente hoje em dia ! Não confundirás com Madrid no sec XVI ?

Lisboa ? Não existe ! Organizou uma feira internacional e ficou por aí.

Paris é cultural e artisticamente o centro da Europa.

Berlin começa a afirmar-se e é espantoso a sua cosmopolitidade. Como se quisesse libertar-se de antigos fantasmas.

Como bem escreves a estratégia da Europa desenhou-se desde há muitos anos entre Berlim e Paris.

E curiosamente Londres faz-se esquecer.

E Viva o Porto !











PortoMaravilha a 22 de Dezembro de 2009 às 23:45
Quando a lei que passou e que obriga a que todas as radios emitam no minimo 30 por cento de música cantada em fr , muita pessoas não concordaram. Mas o resultado foi sensacional. Os jovens comeceram a cantar em fr . E também as rádios se abriram a outro tipo de musica que não só a anglo saxonica, a uma musica cantada em outras línguas. E isso também ajudou a que se ouvisse musica pt no radio por exemplo.

Tu repara que na blog-esfera pt há muita genta contra o acordo ortográfico . Que vai destruir a língua pt etc. Já aqui escrevi sobre o assunto. Mas ao mesmo tempo esses mesmos que denunciam o horror que seria escrever seleção sem dois cç são os mesmos que fazem postagens em Inglês ou reenviam para links de lingua inglesa sem os traduzirem.

Grande contradição pois !

Qual a ligação com o cinema ?

Eu acho que a França teve a sorte de ter uma grande escola de cinema desde o seu nascimento. A disciplina cinema pode aliás ser escolhida a partir do equivalente do décimo ano na maioria das escolas fr. O cinema fr mostrou por si próprio que tinha história e memória e soube acolher os cinemas que não só o americano.

Por ter memória e não ter sido engolido pelo cinema ianqui , soube defender a diversidade. Mas também para se defender. O que não quer dizer que não reconheça o mérito de certos aspectos do cinema us.

Quantos Portugueses se lembram que "sem sombra de pecado" é um belo filme ; Quantos Portugueses se lembram dum "Adeus Português" ? Na altura "les cahiers du cinéma " dram-lhe grande destaque, etc , etc,

Se calhar o cinema pt é mais conhecido aqui que aí !

Para Informação :

Em 2009 , em França , a parte do mercado era ocupada por 36,8 de filmes fr , 47,6 de filmes us e 15,6 de outros países.

Informação e dados que datam de hoje.

E Viva o Porto !

PortoMaravilha a 23 de Dezembro de 2009 às 19:48
Portugal tem uma lei para a musica nacional identica, e se de início era ignorada pelas emissoras, após um apertar do cerco, parece que a lei já é cumprida, mas não o seu "espirito". As Emissoras optam por rodar os temas nacionais que estão nos tops e o resultado é sempre os mesmos interpretes a receberem destaque.

Tenho inveja dessa ampla oportunidade e facilidade de escolha por enveredar na área do cinema aos alunos do 10º Ano. Cá é mais Engenheiros, psicólogos, doutores e advogados. Começa-se agora a dar forte atenção aos cursos profissionais, mas no ensino público, o processo ainda nem sofreu o "desmame".
MrCosmos a 23 de Dezembro de 2009 às 20:17
Bem realmente no final do filme n sei se gostei ou nao , mas mesmo assim vi o filme ate ao fim pq ficamos sempre naquela do q vai acontecer a seguir e msm q queiramos ir embora ou mudar de canal acabamos por n o fazer =D
PaGs a 6 de Janeiro de 2010 às 17:18
Thanks for the information and links you shared that should be a useful and quite informative!
p6 cubot a 10 de Junho de 2014 às 07:08

foto perfil.jpg

pauloc.jeronimo@gmail.com

pesquisar
 
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D

2016:

 J F M A M J J A S O N D

2015:

 J F M A M J J A S O N D

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

Controle de invasão ET
comentários recentes
Merci pour le partagehttp://boomlasers.alzawaia.co...
Hand ball is actually a nice game to watch. I firs...
Children are not good with lies. They doesnt know ...
Woww!!! I am glad you have shared this old picture...
Alors, dit-il,Au Revoir ! , dit-elle. Alexandre O'...
Jovem, apesoado, dotado, submisso, procura homem d...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
.