L'archéologie funéraire montre que deux espèces , Néandertal et Homo sapiens Sapiens, ont eu conscience du temps et de la mort. Mais si ces deux espèces ont des sépultures , seul Sapiens , l' homme moderne , y met des offrandes . Lui seul produit l'idée que la mort vit.

 

Pourquoi donnons nous importance aux détails sans importance ? Et si la "réussite " de l' Homme moderne était d'avoir integré un monde de moments vides dans ses pensées.

Ces lignes doivent être considerées comme un prolongement  du post : Lévi-Strauss Presente / Lévi-Strauss Présent .

 

Source : "Anthropologie existentiale " , Albert Piette ( Sep 2009 ).

 

E Viva o Porto !

 

 

A arqueologia funerária atesta que duas espécies , Neandertal e Homo sapiens Sapiens , tiveram consciência do tempo e da morte. Mas se estas duas espécies têm sepulturas , só o Sapiens, o homem moderno, coloca presentes nas sepulturas. Só ele produz a ideia que a morte vive.

 

Porquê damos importância aos detalhes sem importância ? E se o "sucesso" do Homem moderno fosse ter integrado um mundo de momentos vazios nos seus pensamentos ?

Estas linhas devem ser consideradas como um prolongamento do post: Lévi-Strauss Presente / Lévi- Strauss Présent .

 

Fonte : "Anthropologie Existentiale " , Albert Piette ( Set de 2009 ) 

E Viva o Porto !

por PortoMaravilha | link do post
"Porquê damos importância aos detalhes sem importância ?"

O homem, é um ser com carências a nível espiritual. Daí essa dedicação aos momentos vazios que mencionas.

E não há volta a dar-lhe, é nos intrínsico, o homem ama, raciocina, é contra-natura (poucas espécies animais admitem homossexualidade no seu seio, p.ex., várias espécies matam mesmo algum elemento do grupo com essas tendências) e entre outras várias caracteristicas, tem necessidades espirituais tb.

Mesmo para aqueles que toda a vida se assumiram como ateus, e descrentes nestas coisas do além, quando chega a sua hora duvidam, ou mudam de ideias. São inúmeros os casos de pessoas conhecidas que mudaram radicalmente de atitude no que a espiritualidade diz respeito, após se terem visto confrontadas com a morte.

Segundo os ensinamentos bíblicos, uma das ilações que se podem retirar referente a este assunto é que o homem não lida bem com a morte (reage distintamente dos animais) pelo simples facto de que não foi concebido (programado - segundo as crenças do criacionismo) para morrer. Foi o pecado de Adão que contrariamente ao determinado, lançou a humanidade na morte, pelo que defende-se como natural que o homem seja relutante, e acredite que a morte humana não é um fim...
MrCosmos a 7 de Dezembro de 2009 às 11:37
@ MrCosmos : Eu não menciono nada. Apenas tentei fazer um resumo da obra citada que me parece excelente. E que segue as pisadas do rigor científico de L Strauss. Não há afirmações categóricas. Unicamente perguntas levantadas em função de dados recolhidos e estudados. E contrariamente às seitas não há crenças. Só dúvidas.

O homem é contra natura ? Mas qual homem ? O índio não o era ( não é , ) , os animistas tampouco. Ou será que os índios e os animistas são menos homem ?

O homem tem medo da morte ? Mas qual homem ? A concepção da morte modificou-se totalmente , no Ocidente, com o Renascimento. E hoje em dia faz-se desta um tabú.

Se leres relatos de Timorenses ( animistas ) verás que estes não tem medo de morrer. Talvez por isso tenham sabido resistir.

O que é certo é que Sapiens Sapiens coloca presentes nas tombas funerarias. É o único. Pensa que a morte é uma renascença , dando lugar à juventude e à continuidade da comunidade ? A tradição bem vulgar de fazer grandes festejos , aquando a morte dum próximo desapareceu. Porquê ?

Os momentos vazios talvez sejam a consequencia de quem na evolução , já não precisa de lutar para sobriver. E fica com tempo. Daí talvez a arte tenha nascido. Já aqui escrevi que os animais em captividade tem um comportamento totalmente diferente. Não precisam caçar.

Os indios pensam-se em comunidade , não em individualismo. Ora isto muda muita coisa. Mesmo no Ocidente, a noção de individualismo aparece com o comercio mercantil. Mas ficaram restos ou vestígios de tempos de outrara : Ou não será que Nunes significa filho de Nuno ? E que Silva reenvia bem para a natureza ?

A homosexualidade é prática vulgar nos mamíferos. Nos macacos anões ( acho que é assim que se diz em Português ) esta ultrapassa dimensões diferentes , visto ser praticada quer nos dominantes quer nos dominados. Já nos Baduinos os dominados devem satisfazer o prazer dos dominantes.

O criacionismo não tem um debate científico , têm um combate político.

O ser humano não é programado. Há quem o queira dar a pensar. Com que intuito ?

Se os gémeos nascidos dum mesmo ovo são geneticamente iguais, já os seus cerebros são diferentes. Não existe um cerebro igual no Planeta !

Antes de falarmos de Adão e Eva , queda saber o lugar que se deixa ao politeismo, ao animismo , etc ? Ou, de novo, será que o politeismo, o animismo é crença de quem não é homem ?

Bom isto está um pouco à pressa, mas acho que a ideia fica : O Sapiens Sapiens é demasiado variado e múltiplo. E se nos queremos conhecer talvez seja melhor aprender a nos conhecermos e a respeitar a nossa diversidade.

E Viva o Porto !




PortoMaravilha a 7 de Dezembro de 2009 às 22:44
Il ne te manque plus que les lunettes !
Dada a 10 de Dezembro de 2009 às 22:26

foto perfil.jpg

pauloc.jeronimo@gmail.com

pesquisar
 
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D

2016:

 J F M A M J J A S O N D

2015:

 J F M A M J J A S O N D

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

Controle de invasão ET
comentários recentes
Merci pour le partagehttp://boomlasers.alzawaia.co...
Hand ball is actually a nice game to watch. I firs...
Children are not good with lies. They doesnt know ...
Woww!!! I am glad you have shared this old picture...
Alors, dit-il,Au Revoir ! , dit-elle. Alexandre O'...
Jovem, apesoado, dotado, submisso, procura homem d...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
.