O Museu Le Louvre convidou Le Clézio, prémio Nobel de literatura em 2008, para apresentar formas de arte que nos permitem melhor nos compreender. A manifestação ocorre de 3 de Nov a 6 de Fev.

Há trinta anos a realização de tal exposição teria sido impossível no Louvre.

Penso que os progressos da etnologia, da antropologia... têm desaguado na compreensão da complexidade do ser humano.

E aqueles que pareciam ou parecem longe de nós são, em realidade, complementares com as nossas memórias colectivas.

 

Interessantes estas palavras de Le Clézio:

 

"Não gosto muito da palavra "arte", ela subentende a existência duma receita, duma fabricação, duma planificação. Prefiro a palavra "criação" que induz maior espontaneadade."

 

Fonte e foto: Télérama, 19 de Out de 2011

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

 

Diz que saiu hoje uma sondagem qualquer onde, caso as últimas eleições se repetissem, Pedro Passos Coelho recolhia ainda mais votos.

Num país que começou a acordar para a realidade, "Greve" deixou de ser sinal de direito a folga.  Ou isso, ou os milhões de fura-greves que hoje trabalham são masoquistas ao indicar vontade de um rumo para o país.

Paulo Jerónimo

por MrCosmos | link do post

 

  E em Donetsk, será a "última Valsa" {#emotions_dlg.unknown}

 

Cartune: HenriCartoon

Paulo Jerónimo

por MrCosmos | link do post

 

 

Pedro Emanuel sempre foi um grande portista e hoje fez-nos mais um favor.
Em condições normais, ou seja, fosse isto um lapso apenas, entraria o discurso da "fruteira" etc e tal, mas sendo como é, e como se vê, veremos se o treinador da académica não põe a cru que começam a irem-se os anéis não se sabendo se a partir daqui sobrarão dedos ...

 

A saga continua...

Paulo Jerónimo

por MrCosmos | link do post

 

 

O gesto do Jornalista que se despede diariamente no serão dos portugueses com um piscar de olho malandreco nunca mais será o mesmo.

Com aquele piscar de olho do José ao terminar os telejornais, os portugueses passarão a lembrar-se: "Olha-me este, que diz que Cristo não era Cristão" - como se alguém pudesse nascer conotado com uma filosofia que só na idade adulta viria a lançar ou divulgar.

Ou como se fosse alguma novidade que Jesus era Judeu, segundo as suas raízes de linhagem e conforme a "profecia do prometido salvador dos judeus"...

Ou ainda, como se o cristianismo não passasse a ser alicerçado e difundido enquanto filosofia universalmente reconhecida, sobretudo, somente a partir do Século II depois de Cristo, com a Fundação da Igreja Católica.

 

A segunda acusação que fez furor por estes dias com a divulgação do novo romance de José Rodrigues dos Santos, "O Último Segredo", passa por por a nu a realidade de que a "Virgem Maria" não é merecedora do título.

Será evidente a reacção hostil de um comum católico que seja confrontado com esta verdade bíblica, a de que segundo as evidencias do novo testamento, Maria de Nazaré, tendo sido concebido seu primeiro filho enquanto rapariga virgem, "por obra e graça do Espírito Santo" ,  que a mesma perderia essa condição no seu casamento com José, sendo inclusive  descriminados vários nomes dos filhos que o casal veio a ter, "Irmãos mais novos de Jesus".

 

O que não havia necessidade, digo eu... era do JRS querer buscar publicidade gratuita desta forma baixa, que tal como dizia de José Saramago, e tratando-se de escritores com créditos reconhecidos, dispensavam-se de piscares de olhos provocadores à Igreja, não?

Pois agora, ó José, tu que pensas ter redescoberto a fórmula da pólvora para o sucesso literário, deixo-te aqui mais estas dicas de outros bons dogmas católicos facilmente desmontados pelo próprio relato bíblico, para que possas fundamentar novos enredos das tuas futuras "estórias":

 

  1. O Dogma da Santíssima Trindade
  2. O da Imortalidade da Alma
  3. O do Inferno
  4. O do dia Natal
  5. O da Proibição da Carne na Quaresma
  6. O da Cruz (Jesus foi pregado numa estaca ou tronco direito)
  7. O do Celibato
  8. O da Confissão
  9. O da devoção a Santos
  10. e assim de repente fico-me por estes, tendo em conta que os dou de graça...

Paulo Jerónimo

por MrCosmos | link do post

 

 

Os marinhenses Caruma mostram fazer jus as suas origens.

A Caruma vai além de reforçar um estilo musical em crescente com ares atravessados de Fado Altivo, estilo acompanhado pelos Deolinda, Anaquim, Diabo na Cruz, entre muitos outros, cuja portugalidade está intrínseca e é por demais evidente.

Neste tema por exemplo, "Com a pedra na mão", sem eufemismos e sendo debitado na língua de Camões, é revelador. É a Marinha no seu melhor, que o diga Mário Soares...

Paulo Jerónimo

por MrCosmos | link do post

 

 

 

Esperava prendar-te com este vídeo por motivos mais triviais, mas pronto, cá fica neste caso com os votos de rápidas melhoras.

Cá te aguardamos Nuno, até porque, os traços de grafismo caracteristico português que dizes por aqui descortinar e entusiasmar, precisam da tua animação.

Até já.
Paulo Jerónimo

por MrCosmos | link do post

 

Terá o povo razão ao assumir que "Não há pecado maior que o da língua"{#emotions_dlg.unknown}

 

"Eu não tenho vergonha
de dizer palavrões,
de sentir secreções
(vaginais ou anais).
As mentiras usuais
que nos fodem sutilmente
essas sim são imorais,
essas sim são indecentes."

 

Leila Míccolis - "Ponto de vista"

 

Este post deve ser lido na continuação de Meteo: Um Ovni?

Paulo Jerónimo

por MrCosmos | link do post

 

 

 

Em poucas horas chuvas violentas e ventos que se assemelhavam a furacões mataram várias pessoas no sul da França nos dias 5 e 6 de Novembro.

Milhares de pessoas ficaram privadas de electricidade e de água potável.

Esta mesma violência dos elementos naturais também matou na Itália.

Algo nunca visto nos arquivos.

E continuam a nos quererem evangelizar: O Turbo liberalismo não é responsável pela ganância, pelo betão e etc. e tal...

Talvez, Rui Veloso, com a sua bela canção, Beirã, tivesse 30 anos de avanço...

 

Este post deve ser lido como a continuação de: "Sinais do tempo"

Fotos: Libé, p.19, 7 de Nov. de 2011.

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

Ainda há mola que segure nisto {#emotions_dlg.unknown}
(Diz que a Itália esta presa por arames...)
foto: Monica Bellucci
Paulo Jerónimo
por MrCosmos | link do post

 

 

 

Muito foram desrespeitados os emigrantes, em férias em Portugal, quando empregavam a palavra "retrete" por reforma ou, por exemplo, a palavra "vacanças" por férias.

Tendo vivido debaixo do fascismo, tais regalias sociais eram-lhes desconhecidas. Limitaram-se a "aportuguesar" conceitos linguísticos e regalias sociais que faziam parte da sua vivência quotidiana em França e que o fascismo Português sempre lhes negou.

No âmbito deste contexto, nenhum sociólogo ou historiador esclarecido pode acreditar que o Estádio da Luz tivesse sido construído, em suas horas livres por benévolos cidadãos que trabalhavam do nascer ao pôr do sol.

A menos que Lisboa não fosse Portugal... E que os trabalhadores de Lisboa tivessem regalias que os outros trabalhadores fora de Lisboa não tinham...

 

Estranha também a ideia, para um historiador, que as Assembleias do Benfica fossem uma aprendizagem da democracia... Como se o Salazarismo, herdeiro nato das práticas da Inquisição, não tivesse olho em tudo... 

A história, quando pode ser ensinada, desencadeia questionamentos e interrogações.

Estranho que se esqueçam os panfletos dos desertores e dos pacifistas e, também, de movimentos políticos que denunciavam a presença do Benfica, em Colombes, para levantar o moral dos Portugueses que viviam em bairros de lata, para lembrar "a pátria amada"... ou/e  remessas amadas...

 

E, actualmente, também, não deixa de ser curioso que o Benfica se proclame o clube com mais adeptos no mundo. O que é ridículo! Mas não nascerá esta ideia na continuidade da megalomania desenvolvida pelo Fascismo Salazarista?

E talvez não seja uma simples contradição se, após o 25 de Abril de 1974,o FC. Porto é o clube com maiores simpatizantes na e/imigração, em França.

Mas esta dialéctica, algo que custa a entender aos jornalistas desportivos que só pensam no Benfica e, por arrastamento, no Porto (realidade obrigatória ) ... só deu luz ao direito à preguiça, graças ao FC.Porto: Ao Direito de ser a "Sua Terra".

E talvez não seja um acaso se o Direito à Preguiça originou uma obra de arte longe do (ou de?)  Benfica e de Lisboa? 

 

Qual é o único estádio de futebol digno de interesse em Portugal: Link ?

Contudo, fica para saber como é que alguns dos porta-vozes  do FC. Porto e alguns dos seus adeptos podem empregar, ainda hoje, a palavra "regime", referindo o Benfica?

Ao que se referem e a quem se referem? É muito confuso politicamente...

É que Portugal, apesar das suas imperfeições, é um país democrático. Não é um regime!

 

Imagem:Le droit à la paresse, Paul Lafargue, capa da obra, ed. Maspero, Paris, 1975

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

 

Ja acabaste de apreciar a nossa bela imagem?
Então fecha os olhos (se és capaz :-) e escuta...

 

créditos: João Santareno
por MrCosmos | link do post

 

 

O incêndio voluntário, esta semana, dos locais do semanário satírico Francês, Charlie Hebdo,  levanta interrogações. Link

Por solidariedade, o diário, Libération, alojou os jornalistas e a redação de Charlie Hebdo.

Quem quer destruir a liberdade de imprensa e, sobretudo, o riso?

Os monoteísmos nunca aceitaram a liberdade de consciência.

Integristas católicos atacam hospitais e clinícas que praticam a interrupção voluntária de gravidez...

Integristas mulçumanos não respeitam a liberdade de imprensa...

Charlie Hebdo é vendido em Portugal. Ajudar-te-á melhor que a leitura de A Bola

 

Este post pode ser lido como a continuação de: Nem Deus, nem Futebol.

 

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

 

Corre pelas caixas de correio e é dos que merece ver e perceber.

Em tempo de crises várias... e apesar de esquecido, vale sempre recordar, a maior riqueza de Portugal.

 

Consta do enunciado do filme:

"O filme de promoção turística “Portugal, the beauty of simplicity”, foi premiado no sábado, dia 2 de Julho 2011, na Polónia, no Film, Art & Tourism Festival.
Produzido pela Krypton, foi distinguido em Varsóvia na categoria “The best film promoting country, region or city” com o segundo prémio, entre 220 filmes candidatos.
O autor da música é Nuno Maló. Esta música está nomeada para os Jerry Goldsmith Awards 2011 na categoria de "Best Promotion Score".

Parabéns aos autores."

por MrCosmos | link do post

 

 

 

A obra de Mia Couto, Jerusalém, conhece um sucesso editorial, em França, fora do comum.

Publicada pelas edições Métailié, com o título L'accordeur de Silences, o texto de Mia Couto tornou-se ume referência.

Para Philippe Lançon que, no Libé de quinta passada (20 de Out), dedica duas páginas à análise da obra de Mia Couto, o livro assume "a arte do relato pela poesia".

 

A tradução do Português (Moçambique) é de Elisabeth Monteiro Rodrigues.

 

Imagem: Télérama, 17 de Ag de 2011, (imagem que ilustra a análise de Marine Landrot sobre o livro de Mia Couto), p.44

Este post pode e deve ser lido como a continuação de Google: Sabe traduzir Pessoa?

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

foto perfil.jpg

pauloc.jeronimo@gmail.com

pesquisar
 
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D

2016:

 J F M A M J J A S O N D

2015:

 J F M A M J J A S O N D

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

Controle de invasão ET
comentários recentes
Hand ball is actually a nice game to watch. I firs...
Children are not good with lies. They doesnt know ...
Woww!!! I am glad you have shared this old picture...
Alors, dit-il,Au Revoir ! , dit-elle. Alexandre O'...
Jovem, apesoado, dotado, submisso, procura homem d...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
.