O prémio do melhor livro estrangeiro Hyatt Madeleine coube a Gonçalo M. Tavares pelo seu último romance.

Uma justa recompensa.

A tradução de Viviane Hammy é fabulosa.

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

 

 

Curiosamente, nesta época que antecede o Natal, várias compilações de grandes conjuntos que marcaram o passado foram editadas com acrescimentos novos : Quer musicais quer tecnológicos, pedindo novos suportes tecnológicos.

"Compra Aqui" cantava, pelo passado, o conjunto Portuense GNR.

The Beatles, David Bowie... fazem parte dos eleitos. Não os " The Doors" ! Porquê ?

Curiosamente, com ou sem Natal, as referências e as pesquisas quanto à "guerra das trincheiras" e à denúncia da guerra, em geral, vão surgindo com maior força.

 

O Soldado Esquecido ? Ou o medo do estalhiçamento da ideia da Europa e o regresso à "Barbarie" ?

Os "The Doors" são uma ponte musical entre o Surrealismo e a Psicanálise. Esta última é vincada, explicitamente, no conjunto da obra dos "The Doors".

Talvez seja esta diferença, entre o explícito e o implícito, o que incomoda ?

 

 

Foto : Libé/Mag, p. VI, 12 de Set de 2010

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

 

Os catalães quando querem, esmeram-se.

Neste caso, a Juventude Socialista da Catalunha aplicou-se, estando a gerar controvérsia.

E nós por cá, como já tínhamos "um orgasmo futebolistico", fica outro de intervenção mais... cívica. De revirar os olhos!

(Que o futebol anda pela hora da morte)      

por MrCosmos | link do post

 

 

[clicar para ver / cliquez pour voir]

 

O álbum de Deolinda, "Dois selos e um Carimbo", está na moda em Paris. Foi citado em destaque nas páginas culturais do diário "Libération" de 13 e 14 de Novembro.

A representação ao vivo, sábado dia 15, no "Café de la Danse", bem perto da Praça da Bastille deixou entrever que o Fado se vai afirmando, uma vez liberto das amarras salazaristas.

Qual viola Portuguesa, qual guitarra Portuguesa e qual o quê ?

O Fado que já não é Fado vai recuperando a sua liberdade e a sua arte.

E tanto melhor !

 

Este post pde ser lido como a continuação de : "Estou Fadado / J'ai un coup de Blues"

Fonte : Libé, 14 e 15 de Nov de 2010, p. 23

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

 

 

A nova geração apropriou-se da moda dos anos sessenta e dos códigos do Rockabilly.

As ideias de liberdade e de revolta dos anos sessenta começam a desenhar-se na moda e no vestuário dos jovens de 17 anos.

Mas a sociedade de consumo também se apropriou dessas mesmas ideias.

Para os jovens Parisienses, o Rockabilly é hoje uma espécie de "Postal-Paraíso" com os seus vinil vintage.

 

Foto : Next, 6 de Nov de 2010, p. 47

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

 

 

Na grande entrevista que Catherine Deneuve deu à revista "Les Inrockputibles" ( 9 de Novembro de 2010 ), sobressai esta sentença sem apelo nem agravo :

"Para mim, o cinema nunca consistiu em contar, simplesmente,  uma estória, filmando-a correctamente. "


Fonte e Foto : Les Inrockputibes, nº 779, p. 38

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

 

 

Uma das carecterísticas essenciais, senão a primeira,  do que é Humanidade é o culto dos mortos.

 

O culto dos mortos nada tem a haver com o ritual dos mortos nem com DeadBook !

Baleias e elefantes têm o seu cemitério ritual.

O culto dos mortos reenvia para uma memória que tem consciência para com o passado que se transfigura, por essência.

O rito dos mortos reenvia para gestos repetitivos passados e reproduzidos de modo instintivo com um passado que não se transfigura, por existência.

Melhor dizendo : O ritual não tem movimento ! O Culto sim !

Quando o luto se torna virtual, o que acontece com a nossa história pessoal ?

A memória dum ser desaparecido posta em linha, ainda é luto ?

Facebook precisa de clientes. E mesmo a morte se tornou um mercado.

DeadBook apresenta as caracteristicas da pessoa falecida em vida...

Diaporamas, vídeos... dos defuntos, mudados, transfigurados...  ou não em função de quem elaborou o profil do defunto.

Para DeadBook : O que conta é a existência ! Não a essência !

E quando se esquece a essência... se esquece a humanidade e a memória da vivência.

A memória não é uma simples colecção de frases, fotos ou vídeos... DeadBook parece ser um obstáculo à realização do luto.

 

Foto : Cabeça-Troféu mumuficada Munduruku / Télerama hors série 2005, p.19

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

 

 

[clicar para aumentar / cliquez pour agrandir]

 

Durante anos, o Fado foi instrumentalizado pelo salazarismo que lhe roubou a sua história e memória.

Penso que o primeiro a dar de novo voz ao Fado, a lembrar que este é improvisão e variação foi Rão Kyão...

O que é certo é que, após o 25 de Abril de 1974, a sociedade Portuguesa, quer se queira ou não, nunca mais será estática.

 

A revista, Géo, publicação de grande difusão em França, apresenta, em destaque, nas suas escolhas musicais, o artista em vista : António Zambujo.

Nunca é fácil traduzir : Mas acho que a expressão Francesa bem educada, "J'ai un coup de blues", para exprimir estou triste e sem eira nem beira, em nada ficaria a dever à espressão Portuguesa "Estou Fadado" que ainda estará para inventar ? ....

Se o Blues é arte porque não o Fado ?

Segue em integralidade as escolhas de Emmanuelle Honorin, na revista Géo.

Leia-se o texto.

 

Fonte : Géo, out de 2010, p.138

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

 

A eleição vitoriosa de Dilma teve uma cobertura mediática nos mass-média Europeus que se resumiu à pura e simples informação. Salvo erro meu, nenhum diário Europeu apontou para a significação geo-política que a eleição de Dilma representa.

O mapa vermelho e cor de rosa que se instalou na América do Sul / daí a entrada em transe dos repúblicanos norte-americanos e ataques contra Obama / ganha novas significações com a eleição de Dilma.

 

Dilma soube, perfeitamente bem, defender-se dos ataques das várias teocracias que a acusam de ser o chibo ( Despenalização do aborto, ...).

Todavia, dois dos estados mais populosos do Brasil, Minas Gerais e São Paulo, serão governados pela oposição. Estória a seguir ?

O Brasil, país continente, está a dar uma lição de democracia ao mundo !

Nuno

por PortoMaravilha | link do post
etiquetas: ,

 

 

 

A publicação dum novo álbum de Picca e Erroc, "Les Profs", este é o décimo terceiro,  é sempre um acontecimento cultural em França.

Talvez esteja a bater recordes ?

O novo álbum da citada Bd, acabado de sair, já está esgotado nas bancas.

A prancha, aqui, apresentada parece-me de actualidade.

 

Fonte : Prancha do álbum citado, p.32

Nuno

por PortoMaravilha | link do post

foto perfil.jpg

pauloc.jeronimo@gmail.com

pesquisar
 
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D

2016:

 J F M A M J J A S O N D

2015:

 J F M A M J J A S O N D

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

Controle de invasão ET
comentários recentes
Hand ball is actually a nice game to watch. I firs...
Children are not good with lies. They doesnt know ...
Woww!!! I am glad you have shared this old picture...
Alors, dit-il,Au Revoir ! , dit-elle. Alexandre O'...
Jovem, apesoado, dotado, submisso, procura homem d...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
.