Quando entrei na sala de estar, estavam sentados e pareciam à minha espera. Tinham um ar grave e preocupado. Tinha em mente o meu discurso, mas as palavras tinham dificuldade em navegar. E eu que tinha repetido, com os meus botões, tantas vezes, a minha confissão.

“Tenho que confessar uma coisa“.
A minha mãe pegou na mão de meu pai. Este olhou para mim e, com um pequeno gesto de cabeça, acenou como para me dar coragem. Sorria. Mas eu sabia que daqui a dez minutos já não sorriria .

Olhei para a minha mãe:
“A mãe lembra-se do Pierre ? Veio cá jantar várias vezes“.
- “Sim. Muito bem. É aquele rapaz encantador com quem jogas rugbi.”

Retomo a minha respiração. Tenho que ser rápido e conciso.
“É esse! Só que não jogo só ao rugbi com ele. Na realidade, não jogamos rugbi...“

A minha mãe ficou petrificada no sofá. O meu pai levantou-se . Tinha compreendido e não me ajudaria. Estou só com a minha confissão.

“Queres dizer que tu...“
- “Sim!“

O meu pai sem me olhar, partiu fechar-se no meu quarto.
Foi a minha mãe quem quebrou o silêncio.

“Sabes há quanto tempo?“
- “Desde há três anos. Tenho a certeza.“
- “Desde há três anos?“
- “Sim. Foi numa noite de Maio. Fomos com colegas a um bar . E vimos o Porto-Bayern. Adorei. O toque de calcanhar de Madjer.“

A minha mãe levantou-se e começou a andar dum lado para o outro. E fui eu quem quebrou o silêncio:
“Mas sabia-o! Eu sei que leu os artigos que tenho escondidos debaixo da cama. E, sobretudo, aquele do Rei Artur ao “Le Monde”. Duas páginas que mostram que o futebol não é só meia bola e força.“
- “Porque ainda por cima conheces os nomes dessas pessoas?“

Apesar do tom irónico da pergunta, soube que, com o tempo, ela falaria com o meu pai e que tudo acabaria por se arranjar. E tudo se acabou por arranjar. E o Porto voltou a ser de novo campeão da Europa e do Mundo!

E Viva o Porto !

 

 

(post originalmente editado para o BiBó PoRtO, carago!!)

por PortoMaravilha | link do post

Quem disse que os videos de casamento tinham de ser uma seca?

Eís uma "sessão de solteiros", fora de série...

 

por MrCosmos | link do post

Afinal o gesto que causou tanta polémica se fosse devidamente explicado até que deveria ser considerado bastante sensato... O homem mais não fez do que juntar-se ao coro. Ele bem tenta todos os dias acalmar a euforia benfiquista, lembrando que a morder-lhe os calcanhares tem o verdadeiro (tetra)campeão...

 

por MrCosmos | link do post

Eis, por agora,  a última prancha da saga " Les Foot Maniacs " aqui apresentada.

 

Esta prancha é extracta do primeiro tomo publicado em 2006.

Tentarei apresentar, em tempo devido, outros autores, desenhadores e cenaristas de Bd (confirmados ou não ).

E também outras casas de edição ( grandes ou pequenas ). 

E  Viva o Porto !

por PortoMaravilha | link do post

Oh mon ami Portomaràvilhá, balha-me mon Dieu!! Mas que diabo,  herexias aqui no meu expaxo, mesmo que excritas por Camaleões zarolhos de outros tempos, eu ja dixe que não-ê! uhm! 


"O amor é fogo que arde?!" num pode ser.

Até porque agora extá muito em boga leituras bíblicas cá na parbónia, ide ler a 1ª carta do apostolo São Paulo aos Corintíos, cap. 13, ver. 4-7 e obserbai:

 

"O amor é paciente, é bondoso; o amor não arde em ciúmes, não se orgulha,...."

Bês? Diz que «não-ê arde». Ponto final.

 

Portanto, penitenciai, de joelhos, perante a Xanta da Catedral da Lux: 3 pai noxos e 2 abés-benfica!

por Diácono do Espaço | link do post

 

por MrCosmos | link do post

 

  • O canal COSMéTICAS tv, é um componente do blogue COSMéTICAS.org , cuja linha orientadora está na base reconhecida por Creative Commons , sendo que não obstante:
  • Este blogue não promove conteúdos que não sejam já de domínio público por se encontrarem disponíveis na comunidade geral online, com a finalidade explicita de partilha. 
  • À menos de uma devida exposição contrária, assume-se a responsabilidade dos conteúdos online, on demand ou stream live, da responsabilidade do utilizador que os liberta na rede.
  • Do mesmo modo, e agindo de boa fé, demite-se este blogue da função de rastrear os conteúdos provenientes "por arrasto" dos 'embed players' ,  fazendo crédito nas plataformas que os disponibilizam, promovem e patrocinam.
  • Sempre que os conteúdos apresentados sejam comprovadamente atribuídos à alguém, e tais atributos de nosso conhecimento, por exposição pública ou contacto privado, serão exibidos os devidos créditos a quem de direito pelos conteúdos exibidos. 
  • Para qualquer observação, contactar dooutromundo@cosmeticas.org .
por MrCosmos | link do post

COSMéTICAS

Caso o Stream peça PREMIUN ACCOUNT clique aqui

PASSWORD DE ACESSO: steward2010

 

sobre o canal

por MrCosmos | link do post

Curioso !

 

" Amor é fogo que arde sem se ver " ,  Luís de Camões"

"Je vis, je meurs : je me brûle et je me noie" , Louise Labbé

 

Estes dois autores focaram o tema do amor debaixo duma mesma concepção. O amor mata e ressuscita ao mesmo tempo.

Uma mulher e homem, nascidos quase no mesmo ano mas em terras diferentes, escreveram dois sonetos , praticamente, idênticos.

Será que já conheciam a net ? Ou seriam os pombos correios do século XVI mais eficazes que a net e outros twitter ? 

E Viva o Porto !

por PortoMaravilha | link do post

Comentário no relvado.com:

"Estes benfiquistas têm um piadão...

Já não se pode falar de futebol, que tudo o que se diz é por ter medo do terrível SLB...
Ai as peneiras...

1 Portista/Sportinguista: "O Aimar simulou um penalty!"
Benfiquista: "Tás com medo do SLB..."
Como se realmente não tivesse simulado um penalty...

2 Portista/sportinguista: "A entrada do do Aimar sobre o Patacas era vermelho"
Benfiquista: "Tás com medo do SLB!"
Como se realmente não tivesse merecido vermelho...

3Portista/Sportinguista: "Aquele túnel da Luz é uma pouca vergonha"
Benfiquista: "Tás com medo do SLB!"
Como se realmente não fosse...

4 Portista/Sportinguista: "A falta que origina o 5-1 não existe e o Patacas foi mal expulso"
Benfiquista: "Tás com medo do SLB!"
Como se realmente existisse...

5 Portista/Sportinguista: "O golo do Nacional é irregular"
Benfiquista: "Tás com me...Pois foi! Nós fomos ROUBADÍSSIMOS!"
Como se realmente tivessem sido...

 

por MrCosmos | link do post

Uma das minhas pranchas preferidas desta Bd.

Estava para a postar no âmbito dos folhetos : "a transmissão simbólica". Mas ficou aqui. Talvez seja este o seu devido espaço.

 

Nesta prancha , o desenhador consegue ir muito mais longe que a sátira e a ironia. Trata-se duma autêntica paródia do futebol. Melhor dizendo, duma desentronização que leva ao questionamento.

Michel é substituído. Este personagem reenvia para Platini.

Touh Danlfilé é o antípoda do atleta. Joga sempre de cachecol e , muitas vezes, com as mãos nos bolsos e , raramente , toca na bola. Mas marca sempre !

Touh Danlfilé é a contracção de "Tout d'affilée" : Tudo em continuação, tudo em bicha , tudo em fila , tudo alinhavado, tudo seguidinho, tudo rapidinho, ...

Bela definição de como fazer amor no século 19 : " A la hussard  ! "

E Viva o Porto !

 

por PortoMaravilha | link do post

Oh meux amigos, balha-me Deux-ê-ze e noxa-xanta-xenhôra-da-abé-benficá!

Dixem-me que me andam por aí a cortar na caxaca, porque eu tenho uns xertos tiques e o diabo a sete, pelo que sô para calar exa malta, pensei em abordar um axunto cuja filosofia está comprobadamente segundo as boas regras da gramática portuguesa, pois que bejam que aqui o Diácono, quando quer também xabe falar e excreber bem, com palabras de xete-e-quinhentos e tudo. 

 

Aborda-mos portanto hoxe, a descrixão de um bocábulo tão português que afinal até parexe que é francêx, mas seja como for, o que xei, é que as cumbersas por este blogue bolta e meia cheiram mal que trexandam. É sempre a mesma merda! E o Diácono é que tem de bir xempre cá limpar isto!

 

Abraxos... fui (à)...

 

3,2,1 - ACÇÃO:

 

 

Quando algo inesperado ocorre, utiliza-se na forma "Dar merda" e suas derivações "Deu merda" ou "Sabia que ia dar merda", a interjeição "mas Que merda", o imperativo "Vá à merda" e na forma de adjetivo "Mas isso é mesmo uma merda", só para citar alguns.

Outra utilização bastante comum na língua portuguesa quanto ao seu aspecto adjetivo é quando utilizada no sentido de comparação ou metáfora, como "O Parreira? É um técnico de merda", ou "Só tem merda nesta selecção", ou "O Ronaldo não jogou uma merda, barda-merda!", ou "Os post do MrCosmos são cá duma merda...".

Quando utilizado como substantivo, normalmente representa o excremento humano, as fezes, cagalhão, bosta, ou vulgo cocô.

 

A palavra mais rica da língua portuguesa é a palavra MERDA . Esta palavra de origem francesa MERD pode mesmo ser considerada uma mais-valia rara, e como poucas, da língua portuguesa.

 

Quando não, vejam o porque na aplicação dos exemplos a seguir:

 

1) Como indicação geográfica 1: Onde fica essa MERDA ?

2) Como indicação geográfica 2: Vai à MERDA !

3) Como indicação geográfica 3: 18:00h - vou-me embora desta MERDA .

4) Como substantivo qualificativo plural ("é adjetivo, meu MERDAS"): És mesmo um MERDAS!

5) Como auxiliar quantitativo: Trabalho como o caralho e não ganho uma MERDA!

6) Como indicador de especialização profissional: esse gajo só faz MERDA.

7) Como parte integrante do curriculum vitae: Ele fez muita MERDA.

8) Como indicador de rejeição: barda-MERDA!

9) Como pergunta dirigida: Fizes-te MERDA, né?

10) Como indicador visual: Não vês MERDA nenhuma!

11) Como constatação negativa: Mas que MERDA!

12) Como especulação de conhecimento e surpresa: Mas que MERDA é esta?

13) Como constatação da má situação de alguém: O gajo está mesmo na MERDA...

14) Como indicador de ressentimento: Recebi uns presentes de MERDA!

15) Como resultado aplicativo: Tinha de ser. Deu MERDA.

16) Como indicador de rejeição: Barda-MERDA! (já disse?)

17) Como indicador de espécie: Quem é que esse MERDAS pensa que é?

18) Como indicador de continuidade: É sempre a mesma MERDA.

19) Como indicador de desordem: Tás na MERDA comigo!

20) Como constatação científico-química: Quanto mais se mexe na MERDA, pior cheira!

21) Como elemento de indicação do caminho a ser percorrido: Vai à MERDA!

22)Como indicativo de ocupação: Para teres lido até aqui, é sinal que não estás a fazer MERDA nenhuma! Nunca te diseram que o Cosméticas não é para ler em horário laboral? Ao menos disfarça, parece que te estás a cagar todo.

23) Como classificação literária: Porra, textinho de MERDA este do Diácono!!

24) Como qualificativo do governo ou do PR: O governo Socratés só faz é MERDA! E depois o Cavaco não falou antes das eleições sobre as escutas e, claro que o PSD da Manela  ficou na MERDA!

25) Como situação de "orgulho exacerbado / snobismo" : Se a mania fosse MERDA, estavas todo cagado.

___________________

E se queres maix MERDA, axiste ao xogos do Xporting ou do Porto. Ou então-ê, vaí à fonte dexte artigo que adaptei de braxileiro para português genuino, antes que venha aí a MERDA do acordo ortográfico e passemos a ter mexmo de gramar com exa MERDA de escrita em extilo braxuca: Dexciclopédia - um xítio muito didáctico, por sinal, uhmm!

 

por Diácono do Espaço | link do post

 

As edições Bamboo foram criadas em 1997. Desde então, graças às séries "Les gendarmes", " Les  pompiers ", "Les profs" ( já aqui apresentada ), etc., conhecem um crescimento inédito. E, mimando, o papel das tranferências que ocorrem no mundo do futebol ( voltarei sobre este aspecto ) aprestam-se a comprar os direitos da conhecida Bd "Sisters ".

 

Olivier Sulpice, director das edições Bamboo, em entrevista à revista de Bd mensal "Zoo" de Setembro-Outubro 2009 declara : " Além do ponto de vista financeiro, o humor representa a nossa base ". ( p.8 ).

Eis alguém que leu Rabelais : " O riso é próprio do homem ".

 

" Les foot maniacs " são uma criação de Jack Béka. O autor retraça sem qualquer compaixão a vida e o universo duma família  ( a família Dubut  = A famíllia do golo ) que vive só por e para o futebol.

 

Até hoje, salvo erro, Jack Béka já publicou 7 tomos.

Como os Dez Mandamentos do adepto de futebol ainda não foram realizados, seguirão , progressivamente, quatro pranchas desta Bd .

 

 

 

obs 1 : palajoy é a contracção de pas la joie ( não é a alegria ).

obs 2 : Eis outra locução idiomática interessante: Para os Franceses, eles são duros: Nozes; Para os Portugueses, eles parecem ser mais leves e frágeis : Tomates.

 

Vou é embora porque senão o diácono do espaço ainda vem para aqui barafustar e eu até tenho mais que fazer que lhe cortar as saias !

E Viva o Porto !

por PortoMaravilha | link do post

 

A origem da locução popular é, na maior parte das vezes, enigmática porque é a expressão da vida íntima e do inconsciente colectivo dum povo.

 

Mas parece-me que , por detrás da terminologia e da imagem empregues , existe uma significação universal comum.

Eis alguns exemplos que elucidam a correlação e a autonomia existentes entre o Português e o Francês :

 

Avoir une araignée dans le plafond ( ter uma aranha no tecto ) = Ter macaquinhos no sótão ( avoir des petits singes dans le grenier ).

 

Se os Franceses escolheram um animal doméstico e conhecido, já os Portugueses optaram por um animal longínquo. Imagem que está ligada ao imaginário dum povo de marinheiros e de descobridores ?

 

Jeter l'argent par les fenêtres ( deitar dinheiro pelas janelas fora ) = Deitar dinheiro à rua  ( Jeter l'argent dans la rue ).

Os Portugueses parecem ser mais expansivos.

Construire des châteaux en Espagne ( Fazer castelos em Espanha ) = Fazer castelos no ar ( Construire des châteaux en l'air ).

Enquanto uns evocam o efemero no ar, outros evocam-no em Espanha.

Rouler sur l'or ( Rolar sobre o ouro ) = Nadar em dinheiro ( Nager dans l'argent ).

Na expressão lusa a ideia da proximidade do mar é patente.

Marcher sur la corde raide ( Andar na corda tesa ) = Dançar na corda bamba  ( Danser sur la corde lâche ). 

Para uns a corda é tesa para outros bamba. A dificuldade é igual ?

Existem muitos mais exemplos. Ficou uma pequena amostra para pensarmos.

 

E Viva o Porto !

por PortoMaravilha | link do post

 

Lucky Luke é uma criação Morris, pseudónimo de Maurice de Bevere. Faz a sua primeira aparição, em 1946, na revista "Spirou ". Começa a ganhar fama e, em 1955, Goscinny começa a trabalhar com Morris. A colaboração entre Morris e Goscinny durará até à morte deste último, em 1977.

 

Este período ( 1955-1977 ) marca o apogeu da série. Lucky Luke será traduzido em vinte línguas e , no espaço da francofonia, impõe-se como uma Bd de referência tal como Tim-Tim, Astérix , Black & Mortimer , Spirou, ...

 

Em 2001, após a morte de Morris, a série foi retomada por Achdé (desenho ) e Laurent Gerra ( cenário ).

 

Lucky Luke aparece no cinema pela primeira vez em 1991. Terence Hill incarna a personagem . Não se pode dizer que tenha sido um sucesso.

Outras tentativas foram tentadas, mas sempre sem grande êxito. 

No passado dia 21 , Lucky Luke estreou-se de novo na tela (em França). É desta vez incarnado por Jean Dujardin.

 

Ainda não vi o filme, mas ao ler as críticas e descríticas de uns e de outros  parece que o filme não está a passar desapercebido.

Sem querer fazer "explicação de texto ", penso que o debate entre o que tenho lido e ouvido bate sempre na mesma tecla : Para um amante de Bd, é inconcevível que a 9ª arte seja adaptada ao cinema.

E Viva o Porto !

por PortoMaravilha | link do post

foto perfil.jpg

pauloc.jeronimo@gmail.com

pesquisar
 
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D

2016:

 J F M A M J J A S O N D

2015:

 J F M A M J J A S O N D

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

Controle de invasão ET
comentários recentes
Hand ball is actually a nice game to watch. I firs...
Children are not good with lies. They doesnt know ...
Woww!!! I am glad you have shared this old picture...
Alors, dit-il,Au Revoir ! , dit-elle. Alexandre O'...
Jovem, apesoado, dotado, submisso, procura homem d...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
.