La culture musicale française n'a pas eu une influence déterminante sur la jeunesse portugaise des années 80-90. Cependant certains disques, certaines mélodies et certains thèmes nous arrivaient par le biais de l'émigration. Pour moi, la chanson "28º à l'ombre" de Jean François Maurice (1978) en est un exemple. C'est un classique à la maison. Un 45 tours qui se bonifie de jour en jour avec ses grésillements, sa nostalgie et son romantisme...

 

 

Não teria sido propriamente a cultura musical francesa que dominaria a juventude portuguesa dos 80/90 , no entanto haveriam discos, melodias e temas que nos chegariam às mãos atraves dos "parentes do mês de agosto" e demais ligações emigrantes.

28º a l'ombre (Monaco) de Jean-François Maurice (1978) é um desses casos cá em casa, pelo que vai para este clássico francês a estreia Pelas Trilhas do Vinil a 45 rotações, com direito a grainhas e os sulcos do ligeiro empeno no disco, como bónus. 

Melódica, nostálgica, e com romantismo qb - mais que nem fosse, pela lingua: a roçar o lamechas,  :-) .

 

--

Paulo Jerónimo

por MrCosmos | link do post
Tem piada porque é um cantor que me é totalmente desconhecido. Talvez nos anos 80, morava em Paris, estivessemos mais voltados para os grandes acontecimentos que atravessavam a França e o Mundo. A eleição de Miterrand, o combate contra a pena de morte, o medo dos us dos ministros comunistas...

A geração francesa dos anos 80 é marcada pela música anglo saxónica, latina americana e (é claro) francesa comprometida... Esta musica lembra, parece um pastiche da mais que famosa canção, "Je t'aime moi non plus" de Gainsbourg e Jane Birkin.

Um post que lembra que um país pode ser visto por vários ângulos...

Nuno
PortoMaravilha a 25 de Março de 2012 às 17:17
Oi Nuno,
continuo a achar engraçado ao fim de alguns dias, não teres conhecido este disco ai em França, pois deduzo por aí que não teve grande relevo, quando cá em Portugal, e pelo que tenho confirmado junto de terceiros, pode-se considerar um dos temas mesmo 'virais' a passar nas rádios portuguesas nos anos 80.

Um clássico radiofónico em Portugal, que tenho visto, muitos recordam.
Grande Chefe Apache, se há um verão de que me lembro é o de 1978. Acabo o liceu, passo os exames e sou aceite na Sorbonne. Vou conhecer a vida de Paris. Deixar a province.

É um disco que não me diz nada... mas nada. È verdade que não estava virado para a variadade. Mas perguntei a várias pessoas e ninguém conhece... Mas talvez tivesse tido sucesso nas rádios do Mónaco, o que pode ser muito possível.

Nuno

foto perfil.jpg

pauloc.jeronimo@gmail.com

pesquisar
 
arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D

2016:

 J F M A M J J A S O N D

2015:

 J F M A M J J A S O N D

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

Controle de invasão ET
comentários recentes
Hand ball is actually a nice game to watch. I firs...
Children are not good with lies. They doesnt know ...
Woww!!! I am glad you have shared this old picture...
Alors, dit-il,Au Revoir ! , dit-elle. Alexandre O'...
Jovem, apesoado, dotado, submisso, procura homem d...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
nice work, I can see your point, I can't agree wit...
.